Embora cortada de última hora da programação da Virada Cultural de Belo Horizonte, a atração Coroação de Nossa Senhora das Travestis vai se fazer presente no evento. Pelo menos, é o que promete o coletivo Academia Transliterária, responsável pela performance, que seria realizada na noite deste sábado (20), no espaço Rio de Janeiro.

Em nota enviada à imprensa, publicada nas redes socais e disseminada pelo whatsapp, os organizadores pedem que a oração de Nossa Senhora das Travestis seja lida pelos coletivos parceiros durante a Virada, que conta com mais de 400 atrações, espalhadas em 25 espaços diferentes da cidade. A ideia é a de que o público repita as frases.

Arquidiocese

A Coroação de Nossa Senhora das Travestis foi excluída da Virada após a Arquidiocese de Belo Horizonte publicar nota classificando a performance como “desrespeitosa e criminosa” e solicitar o veto à atração. O prefeito Alexandre Kalil (PSD) acatou o pedido e anunciou o cancelamento pelo Twitter. A Coroação havia preenchido todas as exigências do edital da prefeitura e chegou a ser apresentada ao público em outros eventos, como no Festival Internacional de Teatro (FIT-BH) de 2018.

FIT-BH

A PBH foi questionada sobre os motivos que levaram à aprovação no FIT e a suspensão na Virada, mas não se manifestou. Em nota, a Secretaria de Cutura apenas afirmou que resolveu suspender após perceber que a atração ofenderia uma parte da sociedade. Confira a nota na íntegra:

“A organização da Virada Cultural de Belo Horizonte informa a suspensão da performance da Academia Transliterária, uma das 447 atrações previstas na programação. Ao ser selecionada por meio de um chamamento público, em nenhum momento houve intenção de ferir a crença religiosa de qualquer pessoa ou grupo. Mas na medida em que uma parte da sociedade sentiu-se duramente ofendida, optou-se, então, pela suspensão da atividade.
A Virada Cultural de Belo Horizonte é um evento que preza pela pluralidade e que tem como objetivo a convivência pacífica e harmônica entre todos os cidadãos.”.

Confira a nota do coletivo TransLiterária na íntegra:

“Então, a ideia é a seguinte. Mandar pras mana preta, pros coletivos parceiros o seguinte:
Pedimos a vcs que leiam, em qq momento de seu espetaculo, a oração de N Sra Das Travestis. É BOM LER CADA FRASE E PEDIR PRO PÚBLICO REPETIR. ❤
Olha q lindo:
‘Nossa Senhora das Travestis, cubra-nos com seu oxó sagrado! Passe o lacre contra todo atraque que possa vir de qualquer marvã. Que eu tenha força pra grudar naqueles que fazem a uó. Aquenda em seus braços meus sonhos para que meu close seja certo. Que nenhuma mapoa ou ocó me olhe torto nas ruas. Dai-me a sabedoria da fechação, que eu, com as beasi abertas, me aquende em seu santo colo. Disa com qualquer curriola e cuida de mim, pois, como filha, sei que nasci daí. VRÁÁÁÁ!’"