“Foi o primeiro evento de edital para o qual fui selecionado. Quando li o meu nome, nem acreditei. Vou esperar até o dia do show para acreditar mesmo”, brinca o cantor mineiro Vini Baruk, que se apresenta sábado na Virada Cultural de Belo Horizonte.

A estreia de Baruk – estudante de Publicidade e Propaganda nas Faculdades Promove – no evento é no palco da Praça da Estação, o principal da Virada. “Estou com muita expectativa para esse dia. O meu show é o primeiro e abrir é uma responsabilidade. Tem se ser feito com chave de ouro”. 

Para animar o público – que no mesmo dia acompanha shows da cantora baiana Daniela Mercury e dos mineiros do Chama o Síndico, que convidam a carioca Fernanda Abreu – o artista traz um repertório eclético. “Sou um cantor de música pop, mas sempre mesclo muito. Então, vou trazer um pouco do axé, que está aí bem ligado à cultura do carnaval e que a galera gosta muito de relembrar, além de sertanejo e pop”. 

A setlist também busca levantar bandeiras. “Quero trazer para a Virada um pouco do funk, que é um estilo que é de certa forma discriminado pela sociedade. Quero trazer músicas de artistas que representem as classes minoritárias”, explica Baruk.

No repertório, o cantor inclui seu single autoral “Crush Indeciso”, lançado no ano passado, e sucessos do rock brasileiro como “Será”, do Legião Urbana, e “Mulher de Fases”, dos Raimundos.

Apesar de ser a estreia de Baruk no palco da Virada Cultural, a apresentação de sábado não será a primeira do cantor no palco da Praça da Estação. O mineiro foi uma das atrações da 22ª edição da Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte, que aconteceu domingo, reunindo mais de 250 mil pessoas, segundo a organização. “Foi quase como um aquecimento para a Virada”, afirma.

Trajetória

Com quatro anos de trajetória solo, Baruk conta que sua carreira foi impulsionada pela experiência no teatro. “Sempre gostei muito de teatro. Estudei e fui embora para o Rio de Janeiro, onde fiz trabalhos de figuração e apareci em vários programas, como Zorra Total, Malhação e A Grande Família”, lembra.

Foi no retorno para Belo Horizonte, em 2015, que o cantor começou a mergulhar de vez na música. “Comecei a estudar canto e entrei para o teatro musical, que foi quando eu realmente comecei a cantar”, conta Baruk, que integrou o elenco do musical “Peter Pan”, que ficou dois anos em cartaz na capital. 

“Depois saí do musical e comecei a cantar apenas em bares e passei a ser descoberto por mais casas e mais lugares”, diz o artista, que já destaca 2019 como o principal ano de sua carreira. “Tenho cantado em eventos de grande público. Estou sempre correndo atrás, não é fácil, mas eu amo o que faço”. 

O cantor mineiro Vini Baruk se apresenta no sábado, às 19h, no Palco da Praça da Estação na Virada Cultural de Belo Horizonte. A entrada é gratuita.