Para balizar os 65 anos da Comissão Mineira de Folclore (CMFL, fundada em 19 de fevereiro de 1948, por escritores e historiadores mineiros, conforme orientação da Unesco), a Biblioteca Pública Estadual abre nesta terça-feira (19), às 20 horas, exposição de livros dos sócios. São títulos que, na verdade, pertencem ao acervo de uma biblioteca da Comissão, especializada no assunto.

A CMFL tem a competência de realizar pesquisas na área da cultura popular tradicional, atribuída, em 1954, pelo então governador de Minas, Juscelino Kubitschek, quando o mesmo assinou convênio com o Instituto Brasileiro de Educação, Cultura e Ciência IBECC, com aprovação da Assembleia Legislativa.

Na década de 1960 foi criado o Museu Saul Martins. Desde a década de 1970, uma revista anual publica pesquisas dos folcloristas sócios. Um número especial será editado este mês.