Uma ode a Ouro Preto – assim pode ser definido o CD book “Ouropretando”, do compositor e empresário Edmundo Guedes. A publicação traz dez músicas do artista nascido na histórica cidade e radicado em BH desde os anos 1970. “Nunca perdi o elo com Ouro Preto”, diz ele. Este é o primeiro disco de Guedes, que compõe desde os 13 anos de idade. O livro combina as letras das músicas que fez com ilustrações de artistas como Carlos Bracher, Milton Passos, Annamélia e José Pio, entre outros.

“Ouropretando” também revela o lado intérprete de Guedes, em três faixas. Não bastasse, traz a participação do arranjador e instrumentista Sérgio Danilo e de Ronaldo Pellicano, ex-Sagrado Coração da Terra. A maior parte das canções fala de Ouro Preto e sobre a essência da vida mineira por meio de sambas, boleros e frevo, dentre outros ritmos. A homenagem à cidade pode ser comprovada nos títulos de canções como “Ouropretar”, “Ouro Preto é Magia”, “Vila Dourada” e “Uma Valsa para Ouro Preto”.

Outra curiosidade na história artística de Guedes se deu em 1968, aos 20 anos, quando participou, como calouro, do programa “A Grande Chance”, de Flávio Calvancanti, na extinta TV Tupi, e do qual saiu vencedor. No programa, cuja final foi realizada em Ouro Preto, Guedes cantava a marcha-rancho “Cordão do Vai Quem Quer”.

Multifacetado

Guedes também é referência no carnaval da cidade onde, por 25 anos, compôs sambas-enredos para a comunidade de Padre Faria. Uma das faixas do disco, aliás, remete a este legado: trata-se do samba “Amanhã” – ou “Terno Branco”, como é conhecido popularmente pelos foliões de Ouro Preto.

“‘Amanhã, só se chover que eu não saio/ só se eu morrer que eu não caio no meio da multidão’. Todo mundo conhece esta letra em Ouro Preto”, desafia o artista. “Eu não sei mais se o título é ‘Amanhã’ ou ‘Terno Branco’. Pegou como, eu nem sei... Na segunda vez que cantei em Padre Faria, todo mundo cantou junto. E cantam em toda cidade até hoje, mais de 40 anos depois”, festeja.
O CD book custa R$ 50 e pode ser comprado pelo e-mail edmundo.ouropretando@gmail.com

Ouça Vila Dourada, de Edmundo Guedes: