O primeiro semestre de 2019 foi marcado pela estreia de séries promissoras na TV e no streaming. Com só uma temporada até o momento, os títulos são bons candidatos para uma maratona de férias. Confira abaixo:

JANEIRO: SEX EDUCATION Na 'dramédia' britânica, o jovem Otis (Asa Butterfield), filho de uma terapeuta sexual, decide abrir um negócio no ramo de conselhos sexuais. A intenção é educar seus colegas de escola. Na Netflix.

FEVEREIRO: BONECA RUSSA Natasha Lyonne (American Pie, Orange Is The New Black) dá tons de absurdo à comédia que remonta ao clássico O feitiço do tempo (1993). No maior estilo 'dia da marmota', a protagonista Nadia morre no dia do seu aniversário de 36 anos. O problema é que ela renasce e é obrigada a viver para sempre a mesma quinta-feira, em um ciclo de mortes e ressurreições sem fim. Na Netflix.

MARÇO: COISA MAIS LINDA A série brasileira é um drama de época ambientado nos anos 1960. Na história, Maria Luiza (Maria Casadevall) é jovem paulistana que, após ser abandonada e roubada pelo marido, abre um bar com música ao vivo no Rio. Na Netflix.

ABRIL: GENTLEMAN JACK Baseado em diários pessoais, o drama de época narra a vida da senhoria e industrialista britânica Anne Lister. Pouco afeita às convenções sociais, Anne usava roupas consideradas masculinas e desempenhava atividades até então exclusivas dos homens. A série também contempla a vida amorosa de Anne, considerada por muitos 'a primeira lésbica moderna'. Na HBO.

MAIO: GOOD OMENS Baseada na obra homônima de Terry Pratchett e Neil Gaiman, a série conta a história de união entre um anjo e um demônio que tentam encontrar o anticristo e impedir o fim do mundo. Na Amazon.

JUNHO: EUPHORIA Com jeitão de Skins (2007), a série Euphoria aborda drogas, sexo, redes sociais e identidade. Na produção, Rue, interpretada pela ex-Disney Zendaya, é uma adolescente viciada em drogas. A produção executiva é assinada pelo cantor Drake.

JULHO: ARUANAS O "thriller ambiental" segue um grupo de ativistas que passam a circular numa cidade do Amazonas depois de receberem uma denúncia anônima, conectando uma grande mineradora a crimes ambientais. Na Globoplay.