RIO DE JANEIRO – O corpo do cantor Emílio Santiago, que morreu na manhã de hoje (20), aos 66 anos, será velado a partir do meio-dia na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. O velório será aberto ao público.

O sepultamento está marcado para as 11h de amanhã (21), no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju.

Emílio Santiago estava internado desde o último dia 7, no Hospital Samaritano, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico. Ele morreu por volta das 6h30, no centro de tratamento intensivo (CTI) da unidade por complicações do AVC.

 

Morre no Rio o cantor Emílio Santiago

Cator morreu por volta das 6h30 desta quarta-feira por complicações do AVC (Foto: Divulgação)

Com 30 álbuns no currículo, Emílio Santiago foi premiado com um Grammy Latino de melhor disco de samba/pagode em 2012, com Só Danço Samba ao Vivo, do mesmo ano.

A consagração veio a partir de 1988, com a série de sete discos chamada Aquarela Brasileira, que vendeu mais de 3 milhões de cópias.
 

 

Relembre a música Saygon, um dos sucessos do sambista