O funk do Baile da Serra, de origem no bairro da região Sul de Belo Horizonte, toma conta da Praça da Estação, na Virada Cultural, na tarde deste domingo (21). Milhares de pessoas se divertem ao som dos DJ’s e MC’s da Serra e de outras localidades. 

De Lagoa Santa, na Grande BH, os gesseiros Jackson Raul, de 20 anos, Thiago Luiz, 21, e o estudante Alejandro Thompson, de 15, são mais que admiradores da música: o trio costuma se reunir para ensaiar o passinho, estilo de dança criado em favelas do Rio de Janeiro e São Paulo.

Já a auxiliar administrativo Andreia Rocha, de 30 anos, e o namorado, o conferente de veículos novos, Felipe Almeida, 27, vieram pela primeira vez ao baile.

“Vim para conhecer e estou gostando. Tem os meninos que fazem o passinho, que é muito legal. Estou gostando do ambiente, também”, contou Andreia. “Quero voltar sempre”, completou Felipe.

A Virada

Inspirada em um movimento francês e outras capitais brasileiras, especialmente São Paulo, a Virada Cultural de Belo Horizonte faz parte do calendário oficial da cidade. Nas quatro edições já realizadas, o evento mobilizou mais de 1,6 milhão de pessoas.

Para facilitar a vida de quem quer curtir a programação, mas ainda não montou o roteiro, o Hoje em Dia preparou uma série de dicas, conforme os vários perfis do público. Confira!

Vai levar a família para a Virada? Veja aqui as atividades que vão agradar às crianças
Quer aproveitar a Virada para dançar? Confira aqui um roteiro da Virada com festas e shows dançantes
Rock, samba, forró, rap: confira o roteiro da Virada Cultural para cada estilo musical
Gosta de teatro, dança e circo? Veja quais são os principais destaques cênicos da Virada Cultural
A programação completa da Virada Cultural pode ser conferida aqui

Leia também:
Carrinhos de rolimã tomam conta de avenida de BH; veja vídeo
Loja para moradores de rua tem mais de 10 mil itens e faz sucesso na Virada Cultural de BH
Virada Cultural de BH está repleta de atrações neste domingo; confira