Não há dúvidas de que a belíssima Charlize Theron foi a celebridade que mais se destacou no red carpet da maior premiação do cinema mundial, no domingo passado. A soma de cor vermelha, decote bem profundo e cauda tipo sereia poderia resultar em um look vulgar, se não fosse o estilo naturalmente clássico que a atriz africana possui. Mas a classe da beldade não foi a única responsável pelo “arraso” provocado no tapete vermelho. A grife por trás do longo, também. Dior.

A maison francesa deixou sua marca na premiação de 2016.Também portando um Dior, Jennifer Lawrence, de 25 anos, só não foi mais notada por ter se atrasado para a cerimônia e passar “correndo” pelos fotógrafos. No vestido escolhido para JLaw, o contraste de nude e preto, em efeito de transparência, deixou o look ousado.

Armani Privé
A elegante Cate Blanchett desfilou um longo verde-água. Naomi Watts escolheu um longo brilhante nas cores azul marinho e roxo mescladas.

Verde-Petróleo
Indicadas como atrizes coadjuvante (Rachel McAdams) e principal (Saiorse Ronan), as belas escolheram a cor nos lindos modelos de August Getty (Rachel) e Calvin Klein (Saiorse). Quem se saiu melhor?

Branco
Cada vez mais presente nos tapetes vermelhos, a cor foi escolhida por Olivia Wilde, que optou por um Valentino plissado de decote profundo, e pela exótica Rooney Mara, que escolheu um glamouroso Givenchy, com renda aplicada e recorte na barriga.

Dois lados de Versace
O atelier acertou no tomara-que-caia preto clássico com ares hollywoodianos que Jennifer Garner usou. A mesma grife não foi muito feliz na escolha para Kerry Washington; o mix de tecido fino com couro foi muito criticado pelos especialistas em moda.

Piores
Os três vestidos da premiação mais criticados nas redes sociais foram os escolhidos por Alicia Vikander (amarelo, Louis Vuitton), Kate Winslet (preto, Ralph Lauren) e Heidi Klum (lilás, Marchesa). Este último foi duramente “zoado” e ganhou diversos memes na internet.

Confira as fotos: