Causos, cantorias e poesias. Assim pode ser resumida a montagem “Vamos Matutar”, produção inédita que reúne amanhã, no Palácio das Artes, dois dos grandes baluartes da cultura popular brasileira: Saulo Laranjeira e Rolando Boldrin. 

O encontro entre os dois multifacetados artistas é fruto da semelhança entre as trajetórias cursadas por eles. “Existe uma identificação entre nós. A gente canta, é proseador, temos programas de TV e comungamos a ideia de preservar a cultura brasileira e a cultura popular de raiz”, afirma Laranjeira. 

Foi com os olhos lançados para a cultura popular que os dois construíram a quatro mãos o espetáculo que apresentam na capital. “Queremos mostrar a essência de uma arte que está meio sumida, que está à margem da mídia, mas que mesmo assim continua sendo consumida por um público”, diz. 

Para o artista, mais do que trazer à tona as raízes da cultura popular do país, o projeto também tem a importância de preservar essas manifestações artísticas. “É uma forma de manter viva a memória da arte e da cultura de raiz brasileira”, destaca. 

Para isso, a dupla aposta em uma produção que mistura teatro, poesia e músicas que resgatam a essência da cultura do Brasil. “Trazemos composições próprias, principalmente do Boldrin. Vou cantar clássicos da música popular brasileira, como ‘Armação’, da Elomar, que dá título ao meu programa de TV. Vamos apresentar também modas de violas autênticas, de compositores do passado”, adianta Laranjeira.

Identificação

O artista diz que o espetáculo coloca em cena memórias afetivas de várias gerações. “É uma forma do público se ver na arte, na poesia e na música. Isso fortalece o prazer de viver, de guardar momentos emocionantes da vida através de obras que embalaram a vida, a infância e a adolescência das pessoas”. 

O mergulho na cultura sertaneja, evidenciado pelo título que resgata o verbo “Matutar”, vocabulário típico do homem do campo, também é destacado pelo artista. “É um título extremamente oportuno, com uma expressão que é muito brasileira e sertaneja e que significa um convite a reflexão, à troca de ideias”, explica. 

SERVIÇO:
Espetáculo “Vamos Matutar”,  com Rolando Boldrin e Saulo Laranjeira, sábado, às 21h, no Grande Teatro do Palácio das Artes
(Av. Afonso Pena, 1537 – Centro). Ingressos de R$ 50 a R$ 140