Recebida em um tapete vermelho e cercada por fãs durante sua primeira aparição pública na Record, Xuxa contou, nesta quinta-feira (6), que tem sido mimada pela nova emissora também nos bastidores da contratação.

"Estou me sentindo livre. A Record me deixa fazer tudo o que quero", afirmou, durante o evento em que formalizou a assinatura do contrato, após longa negociação com a empresa. "Pedi para ter criança no programa, deixaram. Pedi para ter bicho, entrevistas longas... Deixam tudo."

Ainda sem data definida de estreia, a atração comandada pela apresentadora na emissora será inspirada no talk show da comediante Ellen DeGeneres, com entrevistas com celebridades e pessoas comuns e quadros de humor.

Na primeira entrevista sobre o assunto desde começou a avançar nas negociações com a empresa, Xuxa disse que "resistiu muito" mas acabou cedendo após dois anos de assédio da Record.

"Ainda é estranho falar o nome Record porque por 29 anos não pude falar esse nome", afirmou.

De acordo com o vice-presidente da emissora, Marcelo Silva, a ex-global negou diversas vezes as investidas da emissora. "Depois de um ano e três meses paquerando a Xuxa, ela finalmente me recebeu em sua casa. Nem chegou a sentar e já me disse 'não'", contou. "Nesse dia, conversamos, e saí de lá falando: 'Tenho certeza que teremos a Xuxa'".

Ainda segundo Marcelo, a apresentadora "não terá limites" na nova casa. "Até os padres Marcelo e Fábio de Melo ela vai poder levar, se quiser."