Estrelas latinas da música e do entretenimento como Pitbull, Carlos Santana e Eva Longoria se uniram ao músico cubano-americano Emilio Estefan em um vídeo lançado contra a retórica anti-imigrantes nos Estados Unidos. O vídeo chamado "Todos somos mexicanos", que inclui a participação de uma longa lista de artistas e personalidades, "celebra os acontecimentos e ações de latinos nos EUA que contribuíram positivamente" com o país, diz Estefan em um comunicado.

O vídeo surge no momento em que cresce o número de grupos hispânicos e artistas que protestam contra as posições do magnata e pré-candidato republicano Donald Trump, que descreveu os mexicanos que chegam aos Estados Unidos ilegalmente como traficantes, criminosos e estupradores. O pré-candidato à Casa Branca, primeiro colocado nas pesquisas entre os republicanos, propõe expulsar mais de 11 milhões de imigrantes ilegais nos Estados Unidos, a maioria latino-americanos, e construir um muro na fronteira com o México. Sem citar Trump diretamente, Estefan afirmou que o "título da canção é uma metáfora simbolizando que todos podem, em qualquer momento, se tornar vítimas do racismo".

"Neste momento nos Estados Unidos os mexicanos são os que primordialmente estão sofrendo ataques verbais na mídia e por diferentes políticos", disse Estefan, conhecido produtor musical envolvido na promoção de carreiras de artistas como Marc Antony, Jennifer Lopez e Ricky Martin. De "Todos somos mexicanos" participam músicos e personalidades como Wyclef Jean, Wisin, Gloria Estefan, Carlos Vives, Whoopi Goldberg, Kate Del Castillo e o chef espanhol José Andrés para enviar uma mensagem de apoio aos hispânicos, a primeira minoria nos Estados Unidos, com 54 milhões de pessoas.

O vídeo da canção mostra trabalhadores no campo e militares de origem hispânica com bandeiras latino-americanas e dos Estados Unidos, além de clipes de mexicanos conhecidos internacionalmente, como Frida Kahlo ou o diretor ganhador do Oscar Alejandro González Iñárritu.

Confira o vídeo "We're all mexican":