Aos 77 anos, após lançar 35 discos com 45 milhões de cópias vendidas no Brasil e no mundo, lembrado por hits como “Mulher Brasileira” e “Retalhos de Cetim”, o título do show que o cantor e pianista Benito di Paula apresentará hoje no Grande Teatro do Palácio das Artes, “Fim de Papo”, pode levar a uma ideia de aposentadoria dos palcos já em marcha.
 
“Despedida, jamais!”, avisa o artista, expoente do gênero “samba joia”, como eram chamadas as músicas em que se misturava o samba ao estilo romântico e que fizeram bastante sucesso nos anos 70. “O palco ainda é a minha segunda casa e dele jamais sairei”, ressalta o cantor fluminense, que iniciou a turnê em fevereiro, ao lado do filho Rodrigo Vellozo.
 
Apesar de negar a intenção de pendurar o microfone, o ritmo será menos acelerado quando “Fim de Papo” terminar a turnê por várias praças do Brasil e do exterior. “Ao final desta longa tour, vou me concentrar em shows pontuais, prováveis temporadas e alguns projetos especiais que pretendo colocar em prática. O ‘papo muda’, mas o show segue!”.
 
Estreia
Benito já perdeu as contas de quantos shows realizou em mais de cinco décadas de carreira. Mas tem certeza quase absoluta de que será a primeira vez em cima do palco do Grande Teatro. “Amo Belo Horizonte e sempre que temos convite de produtores locais, fechamos. A plateia mineira é sempre muito especial e carinhosa!”, elogia.
 
O lançamento de “Essa Felicidade é Nossa”, há dois anos, marcou o fim de um jejum de pouco mais de duas décadas sem que Benito di Paula lançasse um disco de músicas inéditas – o último dele havia sido “Pode Acreditar”, de 1994
 
 
A interação com Minas não se limita ao campo afetivo. No último CD, “Essa Felicidade é Nossa”, lançado em 2017, ele faz um duto com Fernanda Takai, vocalista do Pato Fu, “uma querida artista, com voz doce e de muita personalidade”. Para ele, foi “uma delícia trabalhar ao lado de artistas assim”, cravando o nome dela entre os grandes nomes da nova geração da MPB.
 
Ao lado do filho, Benito pretende relançar toda a própria discografia. “Junto com meu empresário e com Rodrigo, estamos remasterizando todo o catálogo para, em breve, disponibilizarmos nas plataformas digitais”, assinala o artista. Outro projeto, este mais imediato, é a gravação de CD ao vivo, “com convidados especiais de várias gerações e estilos que eu admiro”.
 
Serviço
“Fim de Papo” – Show de Benito di Paula. Hoje, às 21h, no Grande Teatro do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro). Ingressos: plateia 1 – R$ 75, plateia 2 – R$ 65 e plateia superior – R$ 60.