Nesta terça-feira (27), o Cine Theatro Brasil abre a exposição "Habitáculo". Com curadoria de Fabíola Moulin e Marconi Drummond, o projeto propõe a realização de uma mostra coletiva, a partir dos trabalhos dos mineiros Nydia Negromonte, Carlos Teixeira, Coletivo Micrópolis, O Grivo e Wilson Baptista. As obras representam um diálogo entre os resíduos arquitetônicos do espaço e o resgate histórico. A mostra vai até o dia 20 de dezembro, com entrada franca.

"O recorte curatorial propõe que a exposição seja baseada nos eixos: arquitetura, memória e cinema. Adotamos essa linha, pois o Cine Theatro Brasil Vallourec é um dos espaços culturais de Belo Horizonte mais emblemáticos, com significativos marcos no seu entorno e em sua arquitetura. Na memória do belo-horizontino estão as recordações que vão desde os elementos arquitetônicos e artísticos às impressões e experiências vivenciadas por eles há décadas", destacam os curadores Fabiola Moulin e Marconi Drummond.

A exposição ultrapassará os limites geográficos das galerias do sexto e quinto andares do Cine Theatro Brasil Vallourec. Nesta proposta, o público terá acesso ao vazio arquitetônico entre o teto inclinado da plateia do Grande Teatro e a laje do novo espaço do sétimo andar. A linha curatorial também propõe intervenções urbanas na Praça Sete, no intuito de interagir e dialogar com o público, a edificação e o entrono da praça.


SERVIÇO

Exposição "Habitáculo"

Abertura: 27 de outubro

Período de visitação: 28 de outubro a 20 de dezembro

Horário: terça a sábado das 11h às 21h / domingo das 14h às 19h

Local: Cine Theatro Brasil, 5º e 6º andares (Praça Sete - Belo Horizonte)

Informações: (31) 3201-5211

Classificação: livre

Entrada franca