As 24 pinturas do artista e arquiteto Júlio César Lage retratam imagens de mulheres com formas que primam pelo impacto causado no espectador e não pela exatidão. O público pode conferir essa seleção a que o artista denomina variações do feminino, dentro da exposição “Contraste”, em exibição na P.S. Galeria, na região da Savassi.

Aos 78 anos, o arquiteto natural de Nova Era, município da região Central de Minas Gerais, mesclou formas familiares do público – como o quadro em que os inconfundíveis traços da atriz francesa Brigitte Bardot e imagens de bailarinas com poses e trajes característicos – com enigmáticos retratos de mulheres anônimas.

A escolha por uma técnica repleta de sombras e que lembra muito o efeito do negativo de fotografias acaba confundindo o público, que se vê nas obras. “Uma mulher que veio na galeria um dia afirmou ter se reconhecido em diversas pinturas”, conta Júlio César Lage.

Paisagens inspiradoras

Tendo o desenho como paixão desde a infância, o pintor enveredou pelas artes reproduzindo construções no início da década de 1980. Júlio César Lage percorreu sozinho o caminho de Santiago, na Espanha, e teve a ideia de pintar as paisagens que observava. 

Eu mostrei as ilustrações pra algumas pessoas, que me pediram encomenda dessas ilustrações. Daí surgiu a ideia de fazer um livro”, lembra o artista.

Depois de colocar no papel um dos mais famosos marcos turísticos do mundo, ele desenvolveu sua técnica com paisagens de Contagem e Belo Horizonte. O livro “Tempos interessantes de bonde por BH” foi publicado no ano passado.

Contraste

O nome da exposição se deve ao contraponto entre os quadros coloridos do artista paulista André Berardo com as pinturas em preto e branco de Júlio César Lage. 

“A ideia era justamente traçar esse contraste de um lado repleto de cores e com imagens na linha realista, enquanto o outro traz um preto e branco de traços impressionistas”, explica Emmanuelle Motta, gerente comercial da P.S. Galeria.

Serviço

Exposição “Contraste”
P.S. Galeria (R. Antônio de Albuquerque, 911 - Funcionários
Segunda a sexta (10h às 19h)
Sábados (10h às 14h)
Entrada gratuita