Com shows de Adriano Campagnani, Lamparina e a Primavera e Túlio Araújo e Choro Amoroso, além de outras atrações, a quinta edição do Som Clube será realizada dos dias 20 a 25 de abril, com programação disponibiliza no site www.somclube.com.br.

Nascido em 2000, o evento celebra a diversidade musical, apresentando nomes que traduzem a modernidade e a pluralidade da música brasileira. 

Produtor e curador do projeto, Rud Carvalho enfatiza a importância e o valor do festival. “Damos prioridade para colocar novos talentos da música mineira se apresentando em uma programação diversa, ao lado de músicos consagrados, como aconteceu nos últimos anos, sendo o festival uma ferramenta para divulgar novos talentos”, destaca.

Esses novos talentos, como ele cita, são evidenciados por meio da curadoria de Maria Alice – responsável por festivais como “Tudo É Jazz”, em BH e Ouro Preto –, que procura trazer o que há de mais interessante e vanguardista na produção musical brasileira, privilegiando muito da cena local e reunindo artistas de gerações diferentes, na mesma programação.

Lamparina e a Primavera

Lamparina e a Primavera é uma das atrações do festival

Confira a programação do Som Clube e outras informações

Atividades Formativas Gratuitas

Seguindo o formato das edições anteriores, o Som Clube oferece, além dos shows, oficinas artísticas gratuitas, todas disponibilizadas no site do festival. Aulas de discotecagem com a DJ Raquel Feu, curso de percussão com Nara Torres e o curso de produção musical com foco na música eletrônica, ministrado pelo João Nogueira, uma das cabeças a frente do coletivo MASTER Plano. Não é necessária a inscrição prévia para a participação nas oficinas e cursos.

*Introdução à Produção Musical com foco da Música Eletrônica – João Nogueira/ MasterPlano - 24 de abril – Sábado às 10h

O curso de produção musical com foco na música eletrônica, ministrado por João Nogueira, uma das cabeças à frente do coletivo MASTER Plano, onde atua como DJ e produtor de cultura. O artista vem colaborando ativamente para a “ravetalização” da cena eletrônica em Belo Horizonte, que vive hoje um novo momento de efervescência.  São 14 pocktes de aulas de 20 minutos cada, gratuitas.

O curso de introdução a produção musical com foco em música eletrônica aborda de maneira prática os primeiros passos para que qualquer pessoa possa criar suas próprias músicas através do Ableton Live, que é uma interface de áudio digital bastante intuitiva, usada pela maioria dos produtores de música eletrônica.

*Mini Curso de dicotecagem - DJ Raquel Feu - 20 de abril - Terça-feira  as 20h

São 15 pockets aulas de 20 minutos disponibilizadas aqui nas redes do festival.

DJ desde 2015, Raquel é reconhecida por mesclar diferentes gêneros da black music e brasilidades no mesmo set. Está presente em grandes festas da cultura Hip-Hop de Beagá. É também gestora do projeto “De Quebradinha”, oficina de formação para jovens DJs que acontece em parceria com a Associação de Moradores da Vila Santana do Cafezal.

No minicurso de Discotecagem, a Raquel Feu, DJ e gestora do projeto De Quebradinha, além de técnicas de mixagem e discotecagem, também serão abordados temas culturais que estão diretamente interligados à musica e ao papel do DJ. O curso também aborda o desenvolvimento tecnológico e criatividade para a composição setscheios de musicalidade que acompanha o discurso artístico.

*Curso De Percussão - Nara Torres - 23 de abril - Sexta-feira às 18h

Nara Torres, também conhecida como Naroca, é percussionista e pesquisadora dos ritmos brasileiros, com 12 anos de trajetória na música. Fundadora e regente do Bloco Chama o Síndico e da Fanfarra Feminina Sagrada Profana, vem formando ritmistas na cidade com seus projetos. Neste curso Naroca falará sobre alguns ritmos praticados no carnaval de rua de BH como marchinha, samba reggae, ijexá e funks. Serão abordados toques e técnicas de surdo, tambor, caixa, agbê e efeitos. Um convite a escuta atenta e valorização da nossa cultura. Um incentivo ao estudo musical e a criação sem fronteiras. 

Programação Musical

21 de abril - Quarta-feira às 20h - Lamparina e a Primavera

A banda mineira Lamparina e a Primavera traz um frescor musical único. Nos deixa aquela sensação de descobrir algo novo e vibrante. Formada em 2017 pela junção de duas bandas, Lamparina e a Primavera vem de um caldeirão de influências que vão de Lenine e Nação Zumbi a Djavan e Parangolé. Tendo a cultura popular brasileira como norte e limites fluidos, o grupo mistura funk, forró, brega, maracatu e o que mais couber em sua construção musical. A banda é: Coto Delamarque: guitarra, syntetizador e vocal, Marina Miglio: vocal, Hugo Zschaber: vocal e percussão, Calvin Delamarque: baixo, Stenio Ribeiro: guitarra, Fabiano Carvalho: percussão e efeitos e Thiago Groove: bateria. 

22 de abril - Quinta-feira às 20h - Adriano Campagnani

Considerado um dos mais importantes e requisitados músicos de Minas Gerais, Adriano Campagnani contabiliza quase 30 anos de carreira e já participou de inúmeras turnês e gravações com diversos artistas da musica brasileira e internacional como: Toninho Horta, Nguyen Lê ,Beto Guedes (integra a banda do Beto Guedes,um dos principais nomes do Clube da Esquina a mais de 20 anos),Flavio Venturini,Cheyenne Elliott (Neta de Dionne Warwick), Marku Ribas,Wilson Sideral,Chico Cesar, Andre Dequesh,Willian Gallison,Celso Adolfo, Jesuton,Juarez Moreira, Chico Amaral, Donavon Frankeireiter, Bandas Kid Abelha e Jota Quest, Marcus Viana e Sagrado Coração da Terra,George Israel,entre muitos outros.  Instrumentista habilidoso, Campagnani é um baixista reconhecido pela assinatura que imprime em seus trabalhos. Com seu projeto solo apresentou-se em importantes festivais como Festival internacional de Jazz “La Plata Jazz Festival”, na Argentina. Em 2005 lançou o seu primeiro CD “Adriano Campagnani I”. Em 2011 lançou seu segundo CD “Galápagos” com participações internacionais como Uriah Duffy (Baixista do Whitesnake) e logo em seguida o DVD “Galapágos ao vivo”. Seu último trabalho “Instrumental das esquinas” (2018) contem participações especiais de grandes artistas da música Mineira como Flavio Venturini, Toninho Horta, Wilson Sideral e Lô Borges.

25 de abril – Domingo, 17h - Túlio Araújo e Choro Amoroso

Formado por Túlio Araújo no Pandeiro, Pablo Dias no Cavaco, Bruno Teixeira na Flauta, Augusto Cordeiro no Violão, Pedro Gomes no Ukulele, Baixo e Pablo Malta no Bandolim, o grupo traz composições próprias detodos os integrantes, além de inteligentes releituras de mestres como Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Altamiro Carrilho, Dominguinhos, Eduardo Neves, Rodrigo Lessa, John Coltrane, Villa Lobos, Tom Jobim, Milton Nascimento e Djavan, entre muitos outros. Cada apresentação é um show diferente. A improvisação e criatividade são as diretivas desse encontro cheio de alegria, amizade e muita musicalidade.

Essa edição do Som Clube tem produção da MM Responsabilidade Social e realização da Secult através do Governo de Minas Gerais, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo do Brasil Governo Federal.