O Festival de Sundance se tornou o local perfeito para o cinema independente apresentar seus filmes e documentários, com a esperança de garantir um bom espaço durante o ano.

Na atual edição, "Manchester by the Sea" e "Swiss Army Man" receberam até agora as melhores críticas e já são considerados alguns dos lançamentos mais importantes dos próximos meses. Sundance, na estação de esqui de Park City, no estado de Utah, oeste dos Estados Unidos, termina no dia 31 de janeiro.


A seguir, cinco filmes que já são apontados como boas apostas para a temporada de prêmios de 2017:
  
"Manchester by the Sea"
Desde a estreia no sábado, o filme dirigido por Kenneth Lonergan (um dos roteiristas de "Gangues de Nova York") recebeu críticas elogiosas e já é considerado um potencial candidato ao Oscar do próximo ano.

O ator Casey Affleck protagoniza o drama, no papel de um tio que se vê obrigado a assumir a custódia do sobrinho após uma tragédia familiar, situação que o faz confrontar um fantasma do passado.
 
A trama explora como o luto afeta as pessoas, a ponto de deixá-las presas no silêncio, além de mostrar que a vida continua, apesar de muitas vezes parecer que não faz sentido.

A Amazon comprou os direitos do filme por 10 milhões de dólares, em mais uma etapa de sua consolidação no mundo do entretenimento. "Manchester by the Sea" também tem no elenco Michelle Williams e Kyle Chandler. Matt Damon e John Krasinski estão entre os produtores.
 
 "Swiss Army Man"
Os cineastas Dan Kwan e Daniel Scheinert escreveram e dirigiram esta comédia existencialista com tons dramáticos.
 
No longa-metragem, Paul Dano interpreta um homem solitário que se torna amigo de um cadáver que expulsa gases interpretado por Daniel Radcliffe (o eterno Harry Potter). A amizade entre ambos dará ao personagem de Dano as chaves para sobreviver.

"Weiner"
O ex-congressista americano Anthony Weiner, que em 2011 abandonou o cargo depois do envolvimento em um escândalo "sexting", retorna às manchetes.
 
Desta vez, o documentário "Weiner" - dirigido por seu ex-chefe de gabinete, Josh Kriegman, e pela cineasta Elyse Steinberg - mostra como o político fracassou na tentativa de chegar à prefeitura de Nova York em 2013, quando explodiu outro escândalo de "sexting" em plena campanha.
 
O filme apresenta imagens inéditas de como Weiner viveu os momentos ao lado da esposa, Huma Abedin, uma das principais conselheiras de Hillary Clinton.

"The Eagle Huntress"
Aisholpan, a protagonista do documentário, viajou da remota Mongólia até Park City para apresentar sua história. Aos 13 anos, ela rompeu uma tradição de mais de 2.000 anos ao tornar-se a primeira mulher capaz de caçar com águias reais.

 O filme é produzido por Daisy Ridley, a estrela de "Star Wars: O Despertar da Força", e dirigido por Otto Bell. "Quando assisti, quis fazer parte dele", escreveu a atriz em sua conta do Instagram.
 
"Tickled"
O documentário de David Farrier e Dylan Reeve conta a história de um jornalista da Nova Zelândia que descobre uma curiosa competição de cócegas em Los Angeles.
 
O repórter acaba sendo perseguido e ameaçado por um grupo de pessoas que investigava por sua participação no concurso, e que desejam permanecer no anonimato.
 
"O maior desafio que tivemos foi fazer um filme sobre pessoas que não querem aparecer em um filme", disse Reeve.