Desde maio a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais vem prestando homenagens ao bicentenário de Richard Wagner, mas o concerto dedicado exclusivamente ao compositor alemão acontece na noite desta terça-feira (16), com regência do maestro Fabio Mechetti, dentro da série "Vivace".
 
Dentre a vasta obra composta pelo músico, foram escolhidos para esta noite o primeiro ato da ópera "A Valquíria", "O Ouro do Reno: Entrada dos Deuses em Valhalla" e o prelúdio do primeiro ato de "Lohengrin".
 
"Escolhemos peças que fossem representativas dentro da obra e que funcionam em concertos sinfônicos. Selecionamos o primeiro ato da ópera ‘A Valquíria’ porque a encenação não é tão necessária e, por isso, vem sendo apresentada em concertos em todo o mundo", explica o maestro Mechetti. 
 
Como convidados, a Filarmônica recebe Eliane Coelho – soprano brasileira de destacada carreira internacional – e os cantores Eduardo Villa e Denis Sedov.
 
Polêmico
 
Como o Hoje em Dia noticiou em maio deste ano, o bicentenário de Wagner vem sendo tratado de forma dúbia na Alemanha. Há muitos concertos em homenagem ao compositor, mas também exposições e montagens cênicas e musicais que questionam o antissemitismo do músico. A forma com que a obra wagneriana foi apropriada pelo Nacional-Socialismo nas décadas de 30 e 40 também foi tratada por artistas alemães. 
 
Para Mechetti, antes de se questionar o posicionamento ideológico de Wagner, é importante contextualizar a época em que o artista viveu. "A Europa era antissemita no final do século XIX. Wagner escreveu tal qual os outros artistas da época", diz.
 
O maestro explica ainda porque Wagner foi tão marcante na história da música erudita. "Ele trouxe conceitos importantes para a ópera. Wagner era responsável por todos os detalhes, até mesmo do cenário e do figurino". Para Mechetti, a ópera "Tristão e Isolda" é sua obra wagneriana favorita. 
 
 
Serviço
 
Orquestra Filarmônica de Minas Gerais no Grande Teatro do Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537), às 20h30. Entradas a R$ 60 (Plateia I), R$ 46 (Plateia II) e R$ 30 (Plateia superior). Há opções de meia-entrada para estudantes e maiores de 60 anos.