LOS ANGELES (EUA) - Favorita ao Oscar de melhor atriz por "Blue Jasmine", de Woody Allen, a australiana Cate Blanchett resumiu sua experiência com o diretor, acusado pela filha, Dylan, de abuso sexual, quando pequena. "Filmar com Woody Allen é como trabalhar em um strip club emocional sem ganhar nenhum dinheiro", disse Cate em entrevista de divulgação de seu novo longa, "Caçadores de Obras-Primas", de George Clooney, que estreou nesta sexta-feira (7) nos Estados Unidos e na próxima semana no Brasil.

A atriz de 44 anos evitou falar sobre sua indicação ao Oscar ("Estou feliz") por "Blue Jasmine", mas ironizou simpaticamente quando questionada sobre o prêmio, que sempre anuncia seus concorrentes às 5h30 da manhã, em Los Angeles. "Eu adoro acordar e me cercar de jornalistas", contou a australiana.

Em "Caçadores de Obras-Primas", Cate Blanchet interpreta Claire Simone, uma curadora francesa na galeria Jeu de Paume na época da ocupação de Paris pelas tropas de Hitler. O lugar serviu de depósito para obras roubadas pelos nazistas de colecionadores judeus e partiam para lugares desconhecidos na Alemanha. Claire, à noite, tomava nota de todos os quadros e esculturas para não perder suas localizações.

Trailer original dublado

 



"Uma das coisas que me atraíram ao filme foi o fato de jogar luz em eventos pouco conhecidos por nós", afirmou a atriz. "Vi o longa com meus filhos e eles ficaram me perguntando o que era aquele barril cheio de ouro [alianças roubadas de judeus pela SS para serem derretidas] encontradas pelos soldados."

Ela é quem guia o personagem vivido por Matt Damon, de 43 anos, um dos membros da tropa reunida por Clooney que precisa proteger monumentos (dos aliados em processo de retomada da Europa e dos alemães em retirada destrutiva) e encontrar as obras roubadas pelos nazistas no fim da Segunda Guerra Mundial.

"George vendeu o filme para mim como se fosse seu personagem, reunindo soldados para ir para a Guerra. Na verdade, eu pensei que ia trabalhar com Bill Murray. Imaginem minha decepção quando vi que só teria cenas com Matt Damon", brincou Cate. "Falando sério, fizemos "O Talentoso Ripley" há 15 anos. Acho que envelhecemos bem. Vocês já viram "Minha Vida com Liberace" [no qual Damon aparece de sunga]? Mamma mia!"