O curta-metragem “Difícil É Não Brincar”, de Papoula Bicalho, recebeu na sexta-feira (28) o Prêmio Aquisição SescTV de melhor filme nacional realizado por diretor estreante, no 31° Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo.

O filme integrou a programação do principal festival de curtas-metragens do país, ao lado de mais de 200 filmes de 46 países.

“A circulação do curta nos canais do Sesc vai permitir que pessoas de todos os cantos entrem em contato com a sensibilidade peculiar de crianças do interior de Minas, revelada por meio de suas brincadeiras”, comemora a realizadora.

O filme acompanha o dia a dia de crianças em três distritos do interior de Minas Gerais, próximos a Congonhas e Ouro Preto, em que a produção de minério é a principal atividade econômica.

"Se nas grandes cidades a gurizada praticamente não põe mais os pés na rua, com pais receosos de rapto e violência, nestes locais a brincadeira fora de casa continua reinando. “Apesar das realidades duras em que vivem, há ali todo um imaginário muito bonito e rico”, salienta a diretora.

Para quem quiser ver o filme, ele ficará disponível na plataforma do Festival até domingo (30).