Joey, Dee Dee e Tommy morreram, mas os Ramones continuam sendo representados mundo afora por ex-integrantes da banda que revolucionou o rock nos anos 70. Um deles é CJ Ramone, que tocou com a banda de 1987 a 1996 e se tornou um dos principais divulgadores daquele punk rock que mexe com várias gerações.

Ele se apresenta no Circus Rock Bar (rua Gonçalves Dias, 2.010), no domingo (a casa abre às 19h), com um repertório de músicas próprias, especialmente de seu último CD, “Last Chance to Dance”, além de incluir hits dos Ramones. “É o que mais amo depois da minha família. Não ligo se as pessoas querem conversar comigo sobre o Ramones, porque aquela foi a melhor fase da minha vida”, diz, ao Hoje em Dia, CJ, que assumiu o baixo para substituir Dee Dee Ramone, que passava por problema de dependência química.

Estar ligado à inesquecível banda faz com que CJ seja bem recebido em vários cantos do mundo. Nesta turnê pela América do Sul (é a quinta vez em que viaja pelos lados de cá), ele visita, ainda, Peru, Chile, Uruguai, Paraguai e Argentina. “Depois viajo pela Europa e, no dia 20 de dezembro, farei um grande show com The Street Dogs em Boston. Ano que vem, tenho shows no Texas e em países da Escandinávia. Depois disso, vou gravar um novo álbum”, adianta.

Sandy está de volta

Outro show que aporta à cidade neste finde é o de Sandy. Após as bem-sucedidas apresentações em São Paulo, com data extra e, na semana passada, no Rio de Janeiro, ambas com ingressos esgotados, agora é a vez de os fãs mineiros conferirem a volta de Sandy aos palcos. Nesta sexta-feira (23) ela se apresenta no Minascentro (av. Augusto de Lima, 785). O show antecede a gravação do segundo DVD ao vivo da carreira solo, marcado para os dias 14 e 15 de novembro, em Niterói.

No set list, Sandy revisitará o repertório dos álbuns solo “Manuscrito” e “Sim”, faz releituras de sucessos e, claro, mostra inéditas.

Para os saudosistas, há tributos ao grupo Abba e ao Bee Gees. O trio que reverencia os irmãos australianos se apresenta em Belo Horizonte nesta sexta (23), no Cine Theatro Brasil (Praça 7), em duas apresentações, às 21h e às 23h30. Já o tributo aos suecos do Abba acontece neste sábado (24), mas em Juiz de Fora – às 21h, no Cine Theatro Central. De volta a BH, vale lembrar que a agenda tem, ainda, Latino, nesta sexta-feira (23), no Chalezinho.