PARIS - Um fotógrafo suspeito de ter tirado as fotos de Kate Middleton, a duquesa de Cambridge, em topless que foram publicadas na revista Closer foi indiciado em junho e um segundo suspeito está na mira da justiça, indicaram nesta quinta-feira (25) fontes próximas ao caso.
 
A editora-chefe do tabloide People, Laurence Pieau, também foi acusada no início de julho, mas por ter difundido as imagens "roubadas", disseram as fontes.