Eugênio Sávio, jornalista e fotógrafo de Belo Horizonte, vai apresentar nesta quinta (15), na Galeria de Arte do Centro Cultural Unimed-BH Minas, a exposição “Instante Invisível", que reúne 138 fotos produzidas ao longo de mais de 30 anos na cobertura de eventos esportivos ao redor do mundo.

O fotógrafo afirma que “tem sempre um detalhe do movimento que não conseguimos controlar, e essas são as coisas mais atraentes na fotografia: a surpresa, o acaso”. A mostra ficará na Galeria até 26 de setembro, com curadoria de João Castilho e Pedro David. O espaço funciona de terça-feira a domingo e feriados, das 13h às 19h.

Sávio começou a fotografar ainda jovem, observando o trabalho de seu pai, que era fotógrafo amador. “Comecei aos 15,16 anos com as câmeras do meu pai que já tinha deixado esse hobby de fotografar para trás. Ele tinha um laboratório que estava desativado e eu passei a usá-lo. Essa vivência e a observação do meu pai, me fizeram gostar de fotografia”, lembra o jornalista.

O esporte também está na vida de Eugênio desde a adolescência, quando foi atleta do Minas, no vôlei. “Eu passava a tarde no Minas, gostava muito de esporte, de futebol e colecionava revistas esportivas. Entrei na faculdade de jornalismo, na UFMG, e lá tive a oportunidade de avançar como fotógrafo, frequentei a faculdade de Belas Artes e fui fotografando esportes”. Eugênio conta ainda que aos 21 anos começou a dar aulas na PUC Minas e, como os horários das partidas de futebol não coincidiam com os das aulas, passou a exercer as duas profissões.

Os curadores pensaram a exposição a partir de três eixos. “O primeiro apresenta as fotografias de esportes olímpicos realizadas em pan-americanos e olimpíadas. O segundo se detém sobre o futebol, modalidade que Eugênio Sávio se dedicou especialmente. Por último, apresentamos as fotografias realizadas do lado de fora das grandes arenas. Em seus incessantes deslocamentos, Eugênio realizou fotografias que vão de grandes vistas, a cidades densamente povoadas, aos amplos vazios dos desertos claros e secos”, explica João Castilho.  

Sobre a mostra 

Em “Instante Invisível” o visitante fará um caminho pela memória de grandes eventos esportivos. “O trajeto começa com uma instalação fotográfica abordando a natação, dando ênfase em seu aspecto plástico. Segue por uma longa parede mostrando uma grande variedade de esportes olímpicos evidenciando o esporte de alto nível como um palco privilegiado da beleza humana”, revela o curador João Castilho. 

O fotógrafo afirma que haverá uma passagem de tempo. “É um longo período fotográfico, mais de 30 anos. Há imagens do Mineirão no tempo em que não tinha cadeira, e a torcida ficava amassada na arquibancada, há a evolução de grandes craques que passaram pelo estádio como Ronaldo Fenômeno e Ronaldo Gaúcho, há jogos marcantes como o Brasil 1x7 Alemanha e jogos de futebol feminino”, conta Eugênio.