Antes de ser considerada a festa da ressurreição de Cristo, a Páscoa anunciava apenas o fim do Inverno e a chegada da Primavera no Hemisfério Norte. Na Alemanha, o coelho virou símbolo da Páscoa justamente porque era o primeiro animal que saia da toca na estação das flores e, portanto, passou a ser tradição também na mesa dos alemães
 
É o que conta Vivian Boger, proprietária do restaurante Neckartal, no bairro Santo Antônio, região Centro-Sul de Belo Horizonte. “A Páscoa na Europa marca o início da Primavera. Como o coelho é muito rápido e se procria facilmente, era a carne mais consumida na época. Muitas famílias mantêm a tradição, algumas preferem o pato e outras nem comem carne, mas existem muitas receitas, muda de família para família”, explicou.
 
A mãe de Vivian, vinda de Frankfurt na Segunda Guerra Mundial, e o pai, que veio da região do Vale do Rio Neckar – inspiração para o nome da casa de comida alemã em BH – só se conheceram no Brasil. “Morei na Alemanha por sete anos. Os ovos de Páscoa não eram de chocolate e sim de galinha, tingidos e pintados para presentear os amigos. Antigamente não se comia os ovos, era um presente porque significava que ali dentro tinha uma vida”, lembrou.

Há quem diga que a caça aos ovos de Páscoa surgiu na Alemanha. “Lembro do meu tio contando essa história. Um poeta alemão escondia os ovos cozidos no jardim e deu origem à brincadeira”, completou Vivian.

Para as famílias que querem fazer um almoço de Páscoa inspirado na tradição alemã, a proprietária do Neckartal indica Gulasch com repolho roxo e Spätzle, harmonizado com vinho ou cerveja.
 
SERVIÇO
Neckartal
Rua Leopoldina, 43, Santo Antônio.
(31) 3296-8750
 
Gulasch Alemão
 
Ingredientes

500gr de carne suína; 500gr de carne bovina (músculo); 1 cebola grande picada; 1 colher grande de páprica picante; 1 lata de estrato de tomate.

Preparo

Dourar a cebola com a páprica no óleo bem quente e em seguida as carnes. Deixar ficar bem douradinho e por ultimo, colocar o estrato de tomate. Deixar cozinhar 40 minutos.
Repolho roxo (Rotkohl)
 
Ingredientes
 
1 cebola picada; 3 colheres (sopa) de manteiga ou margarina; 9 xícaras (chá) de repolho-roxo ralado no ralo grosso; 1 maçã verde ácida cortada em cubinhos; 3 colheres (sopa) de vinagre; 1 xícara (chá) de água; 3 colheres (sopa) de açúcar; 1 colher (sopa) de alcaravia; 1/3 xícaras (chá) de uva-passa sem sementes; sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de Preparo
 
Dourar a cebola na manteiga e depois junte todos os ingredientes na panela, tampe e cozinhe por 15 minutos

Spätzle

Ingredientes
 
1 e 1/2 xícaras de farinha de trigo
2 ovos graúdos ou 3 pequenos
1/3 xícara de água; 1/4 colher (chá) de fermento em pó (opcional); ½ colher (chá) de sal; ¼ colher (chá) de pimenta-do-reino; pitada de noz moscada

 
Modo de Preparo
 
Coloque água para ferver em uma panela. Em uma tigela, acrescente a farinha de trigo, o sal, pimenta-do-reino, noz moscada e fermento em pó (se estiver utilizando). Misture bem os ingredientes secos. Em outra tigela, bata levemente os ovos com metade da água e acrescente a mistura de farinha. Misture e acrescente a água restante aos poucos. (Deverá resultar em uma massa que não deve ficar firme demais, nem mole demais. Deverá ficar com uma consistência de pasta que não escorra na tigela.)
 
Para cozinhar os spatzles, existem diversas maneiras. A tradicional é colocar um pouco da massa sobre a tábua de cozinha e, com a ajuda de uma espátula, espalhar a massa com uma espessura de ½ cm (como se estivesse passando massa corrida em uma parede). Colocar a ponta da tábua junto à borda da panela com água fervente e sempre molhando a espátula, ir jogando a massa em tiras para dentro da água fervente. Escorrer com uma peneira.
 
Harmonizações sugeridas
 
Vinho tinto alemão Spätburgunder Ahr QbA 2009 (R$ 136,90 na Enoteca Decanter) ou vinho branco seco alemão Riesling Schlossböckelheimer Felsenberg Trocken 2010 (R$ 218,20 na Enoteca Decanter). Fone: (31) 3287-3618.
Ou cerveja de trigo alemã Erdinger: R$ 14,90 no Super Nosso.