Apesar de muitos considerarem essa onda de alimentação moderna e saudável chamada pomposamente de Comfort Food uma novidade, para muitos dos chefs e cozinheiros profissionais, trata-se nada mais nada menos de uma filosofia que nunca deixou de fazer parte de seu dia a dia, apesar de todo o envolvimento com movimentos e tendências internacionais, técnicas e tecnologias. A comidinha de casa, das avós e tias, com sabores que remetem às coisas simples, boas e inesquecíveis dos tempos de criança nunca saiu de moda entre nós.

Com 40 anos de idade e uma biografia de veterano, o chef Guilherme Melo, do restaurante Hermengarda, é um dos principais profissionais da nova geração das cozinhas mineiras. Ele tem uma história intimamente ligada às suas raízes familiares e é um praticante inveterado dessa dita ‘nova tendência’ das cozinhas modernas.

A cozinha faz parte de sua vida desde que se entende por gente e as lembranças de criança dos almoços de sábados na casa da avó Dona Hermengarda Dias foram crescendo com ele. E o que era apenas um deleite, e por influência direta da nona, se transformou em paixão e profissão.

A onda é Degustar com prazer e bons sentimentos

Incentivado pela avó, quando ainda era estudante de psicologia, Guilherme iniciou sua a carreira dando aulas na casa dela para um grupo de colegas que acompanhava suas performances amadora e curiosa nos fogões. Dai para o curso do SENAC e, a profissionalização das aulas, consultorias e o início do projeto do restaurante Hermengarda... foi um pulo!

O nome não poderia ser outro, assim como o cardápio que sempre apresenta algum prato especial de suas lembranças dos sábados felizes à mesa. O Vatapá da Hermengarda foi a receita escolhida pelo chef para mostrar uma de suas versões desse comfort food que tem gosto de lembranças de infância e sabor de emoção da saudade.

Cada país - e cada pessoa - tem a sua comfort food. Pode variar de acordo com a época e o lugar em que se viveu, cercado pela família e amigos de infância. É considerada uma derivação da comida caseira, feita pela sua mãe ou avó. Lembra?
Para Guilherme, apesar da insistente busca de novos conhecimentos, a influência sua avó (mineira e filha de portugueses) é o seu principal estímulo na cozinha.

Com isso, a Dona Hermengarda continua viva nos almoços de sábado, representada por sua fiel ajudante Dona Carmela, e pelas receitas da família Dias da querida avó.

Vatapá da Dona Hermengarda (6 porções)

Ingredientes

1 kg de camarão (limpos/médios); 1,5 kg de frango; 1 colher de chá de bicarbonato de sódio; 300ml leite de coco; 1 pacote de creme de arroz; azeite de dendê à gosto; 2 cebolas médias picadas; salsa a gosto; cebolinha a gosto; 150 g de azeitonas verdes; azeite de oliva extra virgem; sal à gosto

Modo de Preparo
1. Refogar o frango, bem temperado, e cozinhar com bastante caldo. Desfiar e reservar
2. No caldo ao frango, acrescentar o leite aquecido e o bicarbonato, para não talhar. Adicionar o leite de coco e deixar ferver. Acrescentar temperos a gosto
3. Engrossar com o creme de arroz, dissolvido em água, mexendo sempre para não encaroçar
4. Acrescentar o azeite de dendê e o camarão (Se for salgado, deixar de molho na água antes. Se for fresco, salteie-o antes de acrescentar)
5. Acrescentar o frango desfiado, as azeitonas e cozinhar mais um pouco
6. Reservar um pouco para fazer um molho apimentado
7. Servir com arroz branco e batata palha

 

Lucas Prates / Hoje em Dia

Vatapá

 

 

Harmonizando


Cerveja Coruja Otus Lager - 500ml
A Coruja Dourada, de sabor adocicado e aroma floral de lúpulos especialmente combinados. Uma Lager leve e com personalidade própria.

 

cerveja Coruja

 

 

 

Cerveja Erdinger Champ - 330ml
É a cerveja de trigo ideal para ser bebida direto da garrafa, mas sem comprometer o sabor. Com a sua levedura fina é uma breja de trigo clássica.

Cerveja