A gentileza explícita e a responsabilidade profissional de uma atendente de caixa do Super Nosso Gourmet me levou a criar este espaço para mostrar coisas boas vindas de pessoas cujas atividades são alvos frequentes de nossas nem sempre justas e racionais críticas.

O fato poderia passar despercebido pela maioria de nós, que a cada dia nos tornamos mais insensíveis ou desatentos.

Ao ouvir o relato de um cliente ao diretor do Super Nosso elogiando a atitude de uma funcionária que se negou a registrar uma mercadoria que ela própria e unicamente percebeu não estar em bom estado, se prontificando a trocá-la imediatamente, resolvi colocar em prática a idéia de buscar, nas pequenas atitudes, grandes exemplos.

Não seria uma atitude tão inesperada e incomum caso se tratasse de uma embalagem de qualquer produto adulterada ou coisa parecida. O produto em questão era uma flor que o cliente levaria para sua esposa e a atenciosa funcionária, ao perceber que havia algumas folhas com pequenos defeitos, se dirigiu ao cliente com carinho, se oferecendo para escolher uma melhor. Certamente ela percebeu que homens, geralmente, não são detalhistas.

Respeito

Brincadeiras à parte, amigo, veja o depoimento desta profissional para a primeira matéria deste novo espaço Virando o Disco, que mostra toda a sua grandeza:

“Meu nome é Flávia Angélica Caldeiras Pinal. Há dois meses, trabalho no grupo Super Nosso na loja Sion. Fui admitida no mês de dezembro, dia 18, do ano de 2014.

Sou muito motivada e primeiramente isso vem da minha educação e dos valores que recebi da minha família. Sempre me coloco no lugar dos outros, pois acredito que gentileza gera gentileza. Trato meus colegas de trabalho e líderes com uma grande família. Fui muito bem recebida no Super Nosso e acredito que o meu futuro profissional está aqui. Tenho a intenção de crescer na empresa e sei que fazendo o melhor na atividade que hoje exerço, que é atendente de caixa, posso construir uma carreira de sucesso dentro da empresa.”