Após levar ao público as duas novas obras, Suíte Branca e Dança Sinfônica, em comemoração aos 40 anos da comapnhia de dança, o Grupo Corpo estende as celebrações e apresenta uma temporada a preços populares. O programa duplo, composto por Onqotô e Parabelo, acontece de 20 a 22 de novembro, no Cine Theatro Brasil Vallourec.


Programa

ONQOTÔ (2005)

Coreografia: Rodrigo Pederneiras

Música: Caetano Veloso e José Miguel Wisnik

Cenografia e iluminação: Paulo Pederneiras

Figurino: Freusa Zechmeister

A perplexidade e a inexorável pequeneza do Homem diante da vastidão do Universo é o tema central de Onqotô, balé que, em 2005, marcou as comemorações dos 30 anos de atividade do Grupo Corpo. Assinada por Caetano Veloso e José Miguel Wisnik, a trilha sonora tem como ponto de partida uma bem-humorada discussão sobre a “paternidade” do Universo. De um lado, estaria a teoria do Big-Bang, a grande explosão primordial, cuja expressão consagrada pela comunidade científica mundial parece atribuir à cultura anglo-saxônica dominante a criação do Universo; e, de outro, uma máxima espirituosa formulada pelo genial dramaturgo (e comentarista esportivo) Nelson Rodrigues sobre o clássico maior do futebol carioca, segundo a qual se poderia inferir que o Cosmos teria sido “concebido” sob o signo indelével da brasilidade: “O Fla-Flu começou quarenta minutos antes do nada”.

 

 

PARABELO (1997)

Coreografia: Rodrigo Pederneiras

Música: Tom Zé e José Miguel Wisnik

Cenografia: Fernando Velloso e Paulo Pederneiras

Figurino: Freusa Zechmeister

Iluminação: Paulo Pederneiras

Escrever na língua nativa a palavra balé (assim, com um ele só e acento agudo) tem sido a busca consciente e obstinada de Rodrigo Pederneiras desde o antológico 21, de 1992. A inspiração sertaneja e a transpiração pra lá de contemporânea da trilha composta por Tom Zé e José Miguel Wisnik para Parabelo, de 1997, permitiram ao coreógrafo do Grupo Corpo dar vida àquela que ele mesmo define como a “a mais brasileira e regional” de suas criações.

 

Serviço

Onqotô e Parabelo. Cine Theatro Brasil Vallourec (Praça 7 - rua dos Carijós, 258, Centro). De 20 a 22/11. Sexta e sábado, às 20h30, e domingo, às 19h. R$ 20 e R$ 10 (meia)