“Vivemos uma fase ótima. Superamos as turbulências, a poeira abaixou. Nos encontramos e vimos que nossa história foi maior que nossas desavenças”, afirma Nasi, vocalista do Ira!, fazendo referência à conturbada separação do grupo, em 2007. Prova de que as tretas ficaram no passado, é que a banda já prepara material inédito, que deve começar a ser gravado em 2018, e segue com a turnê Ira! Folk, que desembarca amanhã em Belo Horizonte, no Km de Vantagens Hall.

Apesar do título, o projeto não traz uma relação direta com o estilo norte-americano, mas carrega sua essência. “Usamos o termo folk como referência a esse gênero em que o artista se apresenta desprovido de tecnologia e grande aparato. É um violão e um cantor”, explica Nasi.

O vocalista conta que a ideia para o projeto surgiu há um ano e meio, fruto do desejo de banda de fazer algo diferente. “O Acústico MTV (trabalho lançado em 2004) tinha muito instrumentos, era um show de peso. Esse é um show mais intimista, a gente traz as músicas praticamente para o nascedouro delas. Todos os rocks do Ira! nasceram assim, do violão”, pontua.

Apesar do retorno às origens não ter sido intencional, o cantor afirma que esta é uma experiência proporcionada pelo espetáculo e acrescenta as novas possibilidades trazidas pelo estilo acústico. “É uma oportunidade de entender certas nuances da música. Às vezes, com arranjo de rock, elas ficam soterradas. Muitas sutilezas da harmonia, da melodia, ficam mais evidentes nesse formato”, ressalta.

Nasi destaca também a abertura de espaço para canções como as baladas “Boneca de Cera” e “Tarde Vazia”. “Algumas músicas do repertório, não tocávamos há muito tempo. As baladas, por exemplo, acabavam perdendo força nos shows de rock, mas ganham nesse modelo. Ele privilegia esse repertório”, afirma.

Além das possibilidades musicais, Nasi destaca também a oportunidade de se apresentar em lugares mais intimistas “Esse projeto nos proporciona ocupar espaços que não são muito próprios do rock, como os teatros”, afirma.

Serviço: Ira! Folk, amanhã, às 22h no KM De vantagens Hall (av. Senhora do Carmo, 230 -– São Pedro). Ingressos de R$ 30 a R$ 110