Pai do irmão do Jorel, o sr. Edson desaparece na  frente de todos, voando sobre um coco voador mágico, após escrever uma mensagem com “verdades que precisavam ser ditas ao mundo”. É assim que começa a quarta temporada da animação brasileira “Irmão do Jorel”, um dos destaques da programação do Cartoon Network.

A reportagem do Hoje em Dia teve acesso a dois episódios, entre eles “Em Busca do Edson Perdido”, que irá ao ar hoje, às 21h, dentro do bloco Cine Cartoon. A exibição será antecedida por uma maratona com os melhores momentos do terceiro ano da série. Ao todo, são 13 novos episódios, com apresentação às quartas-feiras, às 17h45.

Fruto do estímulo à animação brasileira na última década, em alta no mercado internacional após duas conquistas consecutivas no Festival de Annecy, na França, e uma indicação ao Oscar da categoria, com “O Menino e o Mundo”, o desenho mantém a mesma linha, buscando agradar todas as faixas etárias.

Esse foco fica claro no episódio de abertura, quando os criadores tiram sarro com o próprio fazer animação, num divertido exercício de metalinguagem. Enquanto o irmão de Jorel e sua amiga Lara partem para encontrar o Seu Edson, a garota chama a atenção para o fato de passarem pelas mesmas casas.

Ela começa a dizer que “parece um desenho animado”, mas é interrompida pelo protagonista, sobre o qual nunca sabemos o nome. É uma referência aos desenhos da Hanna-Barbera, criadora de “Os Flintstones” e “Os Jetsons”. Para realizar uma produção mais rápida para TV, no final dos anos 1950, repetia cenários de fundo.

As crianças acabam saindo dos limites da animação, perdendo cores, contornos e cenários, como se estivessem num bloco de rascunho. Lembra muito a trilogia de “Matrix”, mostrando um universo paralelo onde estão rebeldes que querem escrever a sua própria história. “É impossível um desenho animado tão sem sentido”, concluem.

Outro episódio é “Apenas Felino”, uma brincadeira com histórias de superação de roqueiros – no caso o de Carlos Felino, líder do grupo Cuecas em Chamas e residente na garagem do Irmão do Jorel. Ele cria um hit, ganha um contrato milionário e, carente de likes nas redes sociais, acaba caindo em desgraça. Tudo isso com boas doses de paródia.

Além de novos personagens, como Cebola, um “alimento bolado,” e a Pantera Vanessa, a quarta temporada terá o retorno de figuras icônicas, como Irmão do Jorel Idoso do Futuro, MC Outro Cara, Sprokinho e a Lua. E também novos parentes de Jorel, como Tia Ivone e Tio Pepeu. Um dos momentos mais aguardados é um episódio sobre videogames retrôs.