Um dos grandes nomes do cinema brasileiro, o diretor Jorge Bodanzky participará nesta quinta-feira, às 19h, da live de lançamento da terceira edição da revista "Elipse", no canal da ONG Contato no YouTube.

Bodanzky é um dos entrevistados da revista, totalmente dedicada ao cinema produzido no norte do país. Na reportagem, ele fala sobre a sua última produção, a série "Tranzamazônica", exibida na HBO.

A edição também conta com entrevista com Letícia Sabatella, uma grande defensora do meio ambiente, texto sobre os 40 anos do filme "Asa Branca, um Sonho Brasileiro", de Djalma Limongi Batista, e matéria sobre a centenária sala Olympia, em Belém.

Outra curiosidade é a divulgação da pesquisa sobre os dez melhores filmes brasileiros lançados na década passada, que teve a participação de 40 críticos de todo o país. O primeiro lugar é ocupado por "Bacuraru", de Kleber Mendonça Filho.

"(Nesta edição) nos dedicamos a apresentar um pouco das produções, festivais e vozes militantes do cinema na defesa da natureza e do nosso patrimônio vivo," afirma Helder Quiroga, coordenador da revista. 

Para o editor-chefe da "Elipse", Paulo Henrique Silva, o meio ambiente é um assunto que está no topo das discussões do mundo atualmente. “E o cinema brasileiro tem muito a contribuir neste sentido, com um trabalho já consolidado, realizado por indígenas e coletivos diversos”, afirma.

Silva observa que a entrevista com Letícia foi feita um dia após a morte do comediante Paulo Gustavo. "Fiica claro que, como o hotxuá, o humor e a sensibilidade artística são imprescindíveis em nossos dias para solucionar os problemas de um Brasil em crise identitária”, analisa.