Dezesseis alunos da Escola de Belas Artes da UFMG apresentam nete sábado (24), no Parque Municipal Américo Renné Giannetti (av. Afonso Pena, 1.377), a intervenção artística “Entre Linhas”. Sob a coordenação da professora Elisa Campos, os jovens artistas vão dar vazão à criatividade das 11 às 16h, próximo à roda gigante. Detalhe: o grupo promete se conectar com os transeuntes.

Segundo Elisa, a heterogeneidade pauta os trabalhos, com propostas bem variadas. A escolha do tema “Entre Linhas”, explica ela, foi da própria turma, e remete à ocupação dos espaços vazios, ou que estão nas “entrelinhas”. A própria escolha do Parque Municipal foi decisiva na seleção do tema por existirem, ali, muitas linhas resultantes de sombras.

Além de o local representar também um grande desafio, como explica Bárbara Beatriz, aluna da Belas Artes e uma das artistas que vão participar da ação. “Escolhemos o local por ser de fácil circulação. É central, público e representa um desafio – não ficamos limitados a uma galeria”, explica.

O trabalho, inédito, contará, ainda, com a produção de um vídeo e com a participação de convidados e de pessoas que estiverem passando pelo local e queiram contribuir.

Segundo Elisa, a interação da mostra com o público se dará pelo “estranhamento” dos objetos, que geram curiosidade e interesse. Além disso, a população será convidada a cortar frutas em um prato. A ideia é ver como cada um lida com o corte da fruta e com a montagem de uma salada, que, vale lembrar: os participantes poderão desfrutar ao fim.

Bárbara Beatriz se diz ansiosa com a expectativa de participação. “Já há muita gente interessada em ir, acho que a aceitação será significativa. Divulgamos (o evento) na internet e parece que as pessoas gostaram da proposta”, confia.

A estudante preparou um trabalho fotográfico que será exibido em uma câmera lambe-lambe – quem tiver interesse, “é só meter a cara”.

*Colaborou Fernando Dutra/ Especial para o Hoje em Dia