Com o tema deste ano em torno da estética "camp" - uma mistura de exageros, breguices, bom humor e sátira -, o baile de gala do MET este ano lotou a escadaria do museu mais famoso de Nova York com sua seleta lista de convidados.

Organizado por Anna Wintour, editora-chefe da Vogue norte-americana, o evento é conhecido como "a festa mais exclusiva dos Estados Unidos" ou "o tapete vermelho mais importante do ano", já que reúne a nata dos fashionistas.

Para 2019, Anna dividiu a tarefa de anfitrião da festa entre três nomes de peso: Lady Gaga, Harry Styles e a tenista Serena Williams. E, logo no início do evento, ficou claro que elas não iriam decepcionar: Gaga apresentou quatro looks diferentes ao passar pelo tapete vermelho, todos assinados por seu amigo pessoal Brandon Maxwell. Apenas a travessia da cantora durou mais de 15 minutos.

Serena, por sua vez, interpretou a mistura de elegância, simplicidade e extravagância que "camp" pede e foi a bordo de um vestido alta-costura da Versace, combinado com um par de tênis da Nike.

A grife italiana também foi a escolhida pela cantora britânica Dua Lipa, que trocou o seu conhecido cabelo curto por um aplique volumoso inspirado nos anos 1970, e por Jennifer Lopez, que preferiu um modelo com aplicações manuais de cristais Swarovski.

Outras estrelas da música que fizeram barulho no tapete vermelho foram Katy Perry, que apareceu com um vestido Moschino imitando um candelabro; a rapper Cardi B, que usou um vestido Thom Browne feito sob medida, com mais de 30 mil plumas; e Céline Dion, a bordo de um Oscar de La Renta curtíssimo com mais de dez quilos de cristais.

De acordo com a lista de mais bem vestidos publicada pelo portal da Vogue, foram poucos os homens que surpreenderam e se mantiveram no tema. Entre eles, está o anfitrião Harry Styles, vestido de forma andrógina com camisa transparente e calça de cintura alta da Gucci; Jared Leto, com uma réplica de sua própria cabeça como bolsa, também feita sob medida pela Gucci; e o ator Billy Porter, inspirado na deusa egípcia Ísis, com direito a asas e tudo.

Outros nomes que se destacaram entre o público foram Kim Kardashian, que conseguiu tirar o estilista Thierry Mugler da sua aposentadoria de 20 anos e chegou ao MET com um vestido inédito, feito sob medida para ela; Janelle Monaé, com um conjunto de Christian Siriano inspirado na arte cubista; Zendaya, vestida de Cinderela com um vestido que acendia enquanto ela andava; e Gisele Bündchen, com um vestido Dior sustentável.

A noite ainda teve pocket-show de Cher, além de uma performance humorística de Lady Gaga, que a essa altura estava apenas de calcinha, sutiã, meia-calça e joias.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#METGALA #METGAGA 1️⃣

Uma publicação compartilhada por Lady Gaga (@ladygaga) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#METGALA #METGAGA 2️⃣ 📸 @dia.getty

Uma publicação compartilhada por Lady Gaga (@ladygaga) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#METGALA #METGAGA 3️⃣ 📸 @johnshearer

Uma publicação compartilhada por Lady Gaga (@ladygaga) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#METGALA #METGAGA 4️⃣ 📸 @dimitrioskphoto @iamjmccarthy

Uma publicação compartilhada por Lady Gaga (@ladygaga) em