O laudo divulgado pelo IML (Instituto Médico Legal) de Aracaju (SE) na madrugada desta sexta-feira (16) apontou que Domingos Montagner morreu por asfixia mecânica por afogamento. O diretor do IML, José Aparecido Batista Cardoso, informou ainda que o corpo tinha ferimentos superficiais na região do tórax devido ao contato com pedaços de madeiras e pedras. "Foi encontrada uma grande quantidade de água entre o pulmão e traqueia dele. Foi um acidente", afirmou. A declaração de óbito está pronta e o corpo foi liberado para sepultamento ainda na madrugada.

Logo depois do almoço, na quinta (15) o ator Domingos Montagner mergulhou nas águas do Rio São Francisco, com sua colega de elenco, Camila Pitanga. Haviam terminado de gravar uma cena de "Velho Chico", o lugar era a paradisíaca Canindé, na fronteira de Sergipe. Nadaram até um rochedo, a cerca de 300 metros da margem. Camila chegou ofegante. Conseguiu subir, não logrou puxar o amigo. Domingos submergiu nas águas do rio.

Leia também
'Programa do Porchat' homenageia Domingos Montagner
Corpo de Domingos Montagner é encontrado próximo ao local de desaparecimento
Corpo de Domingos Montagner é liberado do IML será preparado para o transporte aéreo

Ainda na quinta à noite, a direção da Rede Globo decidiu paralisar as gravações da novela, que só terminariam no dia 18, no Rio e no Nordeste. A emissora ainda não divulgou como a trama ficará sem o protagonista.

A região de Canindé de São Francisco, que fica na divisa entre Sergipe e Alagoas, registra 12 mortes por afogamento desde 2005, numa média de um por ano, segundo dados do Sistema Único de Saúde (SUS). No início deste ano, um adolescente morreu ali ao navegar com um barco.