Livro com histórias de Rihana apresenta a meninas 'rebeldes' mulheres imigrantes que mudaram o mundo

Ana Paula Lima
apaula@hojeemdia.com.br
24/01/2022 às 09:39.
Atualizado em 26/01/2022 às 00:13

Se você é daquelas garotas que fazem questão de deixar uma marca no mundo, saiba: inspirações não vão faltar. E boa parte delas pode vir do livro “Histórias de ninar para garotas rebeldes” (Editora Planeta), que em volume especial nos apresenta cem mulheres imigrantes que mudaram o mundo. Com linguagem fácil e ilustrações pra lá de criativas, um prato cheio para meninas que enxergam a liberdade como um convite para romper barreiras e fronteiras.

São trajetórias como a da cantora Rihanna, que muita gente sequer sabe não ter nascido nos Estados Unidos, onde fez fama. Ela vem de Barbados, uma ilha na América do Norte com população equivalente à décima - você não leu errado! - parte da população de Belo Horizonte. Pois foi lá, em pleno Caribe, que descobriu a paixão pela música. E bem jovem acabou incentivada por uma gravadora a se mudar para a terra de Tio Sam, em busca da glória.

O sucesso veio, e em doses cavalares. Rihanna ganhou nove Grammys - o maior prêmio da indústria da música - e é uma das artistas mais famosas do mundo. Mas ir além é algo que, já sabemos, sempre combinou com a personalidade dela. E assim a cantora se tornou também empresária, lançando uma marca de comésticos antenada com a diversidade e ainda uma de roupas. 

Não pense que o livro traz só celebridades para “ninar” as garotas. Entre as histórias contadas está a da neurocientista Daniela Schiller. Inconformada com o trauma do pai com o Holocausto, ela decidiu pesquisar o porquê de as memórias de medo e dor serem tão fortes. PhD em Neurociência Cognitiva, foi para os EUA, onde desenvolve um trabalho inovador, e que dispensa o uso de remédios, com potencial para curar pessoas que sofreram experiências ruins ou têm ansiedade. 

A obra também traz mulheres que fizeram as malas rumo ao Brasil: a pintora japonesa Tomie Ohtake, a chef argentina Paola Carosella e a fotógrafa suíça Claudia Andujar. A primeira foi uma das artistas plásticas mais criativas - e famosas deste século -, a segunda é queridinha na TV e ensina vítimas de preconceito a cozinhar para mudar de vida e a última faz de suas lentes um escudo para proteger o povo yanomamis. 

Com tantas histórias bacanas ao alcance das mãos, não pense duas vezes para deixar de lado a contagem dos carneirinhos. 

Histórias de ninar para garotas rebeldes: 100 mulheres imigrantes que mudaram o mundo 
Autor: Elena Favilli Editora: Planeta – Selo Outro Planeta Preço: R$ 119,90 Páginas: 224 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por