O livro de poemas "A Mão é uma Pista de Voo", de Ana Paula Dacota, será lançado nesta quinta (10), às 20h, pelo Instagram da editora Impressões de Minas. É a segunda publicação da autora,graduada em Letras pelo CEFET-MG e mestranda em Estudos de Linguagens também pela mesma instituição.

"A Mão é uma Pista de Voo" se propõe a tratar de assuntos e temas contemporâneos atravessados pela pandemia e o isolamento social. Se por um lado vivemos em um país marcado por políticas de mortes, por outro o livro exprime, antes de tudo, o testemunho de uma pessoa viva, apontando para uma poeta que em meio às mudanças, restrições e medos.

Dacota dedica-se a enxergar o presente pelas lentes da literatura, e opera suas lembranças, amores e vontades, para fazer das próprias mãos, território ideal para viagens. Os três poemas que abrem o livro (Bichinho, Cumuruxatiba e Tambaba) parecem tratar de momentos vividos pela poeta nos primeiros meses de 2020, quando ainda não havia se instalado no Brasil a pandemia.

Isolada, como boa parte das pessoas que vivem neste país, Dacota cria os próprios meios para alçar voos como quem retorna a lugares queridos, como quem desbrava novos lugares, como quem faz de si o próprio lugar e o meio para se chegar a ele. A obra é, portanto, um breve e intenso resumo do cotidiano de muitas pessoas que estão, neste momento, sem encontrar amigos, paixões e familiares.