A principal biblioteca de Minas Gerais mudou de nome. Localizada na Praça da Liberdade, a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa passa a se chamar Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, para reforçar a identidade mineira, segundo a Secretaria de Estado de Cultura. 

A alteração remonta ao nome de batismo quando da inauguração da Biblioteca, realizada em 1954 pelo então governador Juscelino Kubitscheck. Com um acervo com mais de 570 mil exemplares, a biblioteca é destaque também pela quantidade de visitantes que recebe – cerca de 300 mil ao longo do ano.

A edificação que abriga a biblioteca, no entanto, segue com o nome Luiz de Bessa, conforme explica o secretário de Estado de Cultura, Ângelo Oswaldo. "A homenagem devida ao professor Luiz de Bessa grava-se no edifício projetado por Oscar Niemeyer, na praça da Liberdade, tal como o nome do professor Francisco Iglésias distingue o prédio do Anexo, na rua da Bahia". 

História

A Biblioteca Pública do Estado de Minas Gerais foi criada em 1954, pelo então governador Juscelino Kubitscheck. O projeto arquitetônico foi confiado a Oscar Niemeyer, e a nova biblioteca nasceu com a missão de empreender uma variedade de ações culturais, atreladas à leitura. Em 1961, a biblioteca passou a ocupar o prédio atual, na Praça da Liberdade, sendo batizada em homenagem ao professor Luiz de Bessa. Desde então, são mais de seis décadas reunindo e organizando acervos bibliográficos e audiovisuais para serem colocados a serviço da comunidade.

Em 2000 a Biblioteca expandiu sua área e também seus serviços, transferindo para o prédio Anexo Professor Francisco Iglésias o setor de Empréstimo Domiciliar e o setor de Referência e Estudos. Em 2014, a Biblioteca foi uma das dez bibliotecas brasileiras selecionadas pelo Edital de Acessibilidade da Fundação Biblioteca Nacional. Através do edital, a instituição está recebendo capacitação para se tornar referência em acessibilidade em Bibliotecas Públicas.

Hoje, a Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais abriga um acervo de mais de 570 mil exemplares, conta com mais de 100 mil associados, e recebe cerca de 300 mil pessoas a cada ano.
 

Serviço: 

Anexo Professor Francisco Iglésias | Rua da Bahia, 1.889 - Empréstimo Domiciliar, Referência e Estudos e Passarela Cultural:
(incluindo sala de Internet e sala de estudos)
Segunda a sexta-feira, das 10h às 18h; sábado, das 8h às 12h

Prédio-sede | Praça da Liberdade, 21 - Infanto-juvenil, Braille, Periódicos e Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, sábado, das 8h às 12h

Coleções Especiais, Hemeroteca Histórica e Periódicos:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 18h

Recebimento de doações:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 17h (faça contato previamente no 3269-1224 ou selecao.sub@cultura.mg.gov.br)

Saiba mais em www.bibliotecapublica.mg.gov.br