“A volta aos palcos tem sido de confirmação, de afirmação do poder da arte e da música. Estava com saudades do formato voz e violão”, afirma Adriana Calcanhotto, do outro lado do Atlântico. Ela tinha acabado de encerrar a turnê pela Europa quando enviou as mensagens de resposta ao Hoje em Dia. Durante 19 noites, a cantora abriu os shows de Gilberto Gil.

De volta ao Brasil, retoma os shows presenciais, começando hoje pelo Palácio das Artes – amanhã será a vez do teatro Castro Alves, em Salvador. O formato voz e violão não é uma novidade para a cantora. Em 2014, Adriana ocupou o mesmo espaço com o show “Olhos de Onda, baseado no CD e DVD de mesmo nome, também estava apenas do instrumento.

Durante a pandemia, a cantora de hits como “Esquadros” e “Mentiras” não ficou parada. Lançou vários singles que foram reunidos no álbum “Só”. Entre eles, “Veneno Bom”, com o qual concorreu ao International Songwriting Competition e levou a Menção Honrosa do concurso que contou com 26 mil inscrições de 158 países.

Para os fãs de Adriana, será a oportunidade de matar as saudades e conhecer o material novo. “O repertório terá um pouquinho de cada coisa, dessas canções novas, dos hits e das canções de outros autores e autoras. ‘Rosa dos Ventos’, ‘2 de junho’, ‘Amazonas 2’ e ‘Elogil’ são algumas das canções do show”, adianta a cantora, que completou 30 anos de carreira em 2020.

As músicas da artistas são como comentários da realidade do país, como prova “2 de Junho”, escrita para lamentar a morte do garoto Miguel, após cair de um prédio por negligência da patroa da mãe. “Meu processo é sempre aberto, sempre poroso. ‘ 2 de junho’, por exemplo, é uma canção que foi difícil de escrever. E é difícil de cantá-la no show, mas acredito que é necessária”, analisa.

Os ingressos para os shows de Adriana Calcanhotto (hoje) e Renato Teixeira (amanhã) podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou no site Eventim.

Leia mais:
Renato Teixeira fará, pela primeira vez na carreira, show será em formato intimista
Segundo disco da multi-instrumentista Letícia Coelho chega às plataformas digitais