Entra em cartaz hoje o novo espetáculo da companhia teatral Zap 18. Com direção de Cida Falabella e Elisa Santana, a peça "1961 – 2013, Ano V", leva ao palco a história dos últimos 50 anos do Brasil pelo olhar da juventude. Mas na efervescência dos protestos das últimas semanas no Brasil, o grupo fez uma adaptação para mostrar também esses fatos por meio de narrativas e imagens.

"É sempre importante pensar o momento atual, principalmente por estarmos envolvidos. Ontem (segunda-feira, 17), eu estava nas manifestações. Geralmente, a criação cênica é em cima de algo que se passou há tempos, mas não podíamos deixar de falar do que está acontecendo agora nas principais cidades do país. Por estar em cima da hora, pensamos em demonstrar os fatos da forma mais simplificada, que é a narrativa", comenta o ator e produtor Gustavo Falabella Rocha.

Ele destaca os anos de chumbo, os festivais de música, as diretas, a anistia, a reabertura política, os governos Itamar-FHC-Lula-Dilma como alguns dos fatos marcantes que se misturam às histórias pessoais dos atores e às suas opiniões. "Utilizamos de uma memória coletiva".

Seleção

A companhia também lança nesta quinta-feira (20) o Edital de Ocupação ZAP TRAZ, que visa promover a ocupação da ZAP 18 em quatro períodos do segundo semestre (21 a 25/8, 18 a 22/9, 15 a 19/10 e 6 a 10/11) Serão selecionadas propostas para grupos de teatro, dança e performance, bem como as interações de companhias, preferencialmente com até cinco anos de existência, residentes em Minas Gerais. O projeto receberá o apoio financeiro de R$ 2.500 acrescido de 50% da bilheteria. Além do espaço físico, a ZAP 18 oferece assessoria de imprensa e afins.

O prazo para inscrição (pelo email: contatozap18@gmail.com) termina em 19 de julho.


Serviço

"1961 – 2013, Ano V" – Até o próximo dia 30, de quinta a sábado, às 20h30, e aos domingos, às 19 horas. ZAP 18 (rua João Donada, 18, Serrano – 3475 -6131). Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia).