Quebrar preconceitos estéticos, fundindo gêneros musicais injustiçados pejorativamente pelo senso comum à elementos do indie contemporâneo. Esse é o mote que norteou o conceito de “Assume Que Gosta”, terceiro disco autoral do cantor e compositor mineiro Matheus Brant. Lançado em 2016, o álbum ganha agora versão em LP, com direito a show de lançamento que acontece nesta sexta-feira (9), n’A Autêntica. Com abertura da banda Dolores 602, a apresentação encerra a divulgação do disco, abrindo espaço para o novo álbum de Brant, que deve sair em janeiro do ano que vem.

Estilos como o pagode, o axé e o arrocha marcam o passeio musical de “Assume Que Gosta”, cuja produção assinada por Mauro Motoki e Fabio Pinczowski emprestou contornos modernos e frescor carnavalesco às 15 faixas do álbum. “Como os próprios produtores disseram na época do lançamento, é um disco que tinha tudo para dar errado, mas acabou dando certo. Juntar esses estilos com o universo estético do indie podia ter resultado em algo caricato”, afirma Brant. “E esse foi um mérito deles, que entenderam que eu não queria nada caricatural, que o trabalho era fruto da minha tentativa intuitiva de aproximar esses dois universos, a princípio tão divergentes”, defende.

O artista, que é um dos fundadores do bloco “Me Beija Que Eu Sou Pagodeiro”, ressalta que o álbum questiona, de forma leve, os preconceitos musicais. “É uma brincadeira irônica com o que é o bom gosto, com o que é tido como pejorativamente ruim na produção musical. E que na verdade não é”, afirma. “Eu realmente ouço esses gêneros, tanto discos antigos como atuais, assim como ouço outros tipos de música”. 

Brant ressalta que o lançamento do vinil fecha o ciclo de “Assume Que Gosta”, que ganhou um show de baile com a banda formada por Jhê Delacroix (voz), Rodrigo Carioca (bateria), Egler Bruno (guitarra) e Hugo Bizzotto (teclado). “Acabamos construindo um show mais solto, dançante. Já que não era possível reproduzir as músicas como foram gravadas, assumimos que gostamos de tocar como uma banda de baile”, brinca Brant, que já prepara seu próximo disco. Intitulado “Cola Comigo”, o álbum tem direção musical de César Lacerda e enfoca o pagode. “Será o segundo trabalho de uma trilogia voltada para músicas de gêneros populares com tratamento estético moderno”. 

Serviço: Show de lançamento do LP de “Assume Que Gosta”, de Matheus Brant. Abertura: Dolores 602. Sexta-feira (9), às 22h, n’Autêntica (rua Alagoas, 1.172 – Funcionários). Os ingressos custam R$ 30.