A funkeira Ludmilla, 20, recebeu ofensas racistas nos comentários de uma foto publicada em seu perfil no Instagram na noite da segunda-feira (22). "Nojo. Negra macaca feia", escreveu um seguidor, que deletou sua página na rede social em seguida. Na mesma postagem, a cantora respondeu aos xingamentos. "Pessoas como você deveriam estar atrás das grades e não nas redes sociais, seu racista hipócrita." Dona dos hits "Hoje" e "Te ensinei certin", Ludmilla embarcou na segunda para o Chile, para rodar o clipe de "Eu não quero mais" no deserto do Atacama.

Por meio de sua assessoria de imprensa, ela pediu que a polícia intensifique a fiscalização do que se escreve na web. "Acho que a polícia brasileira deveria ficar mais de olho na internet. Ainda tem gente que acha que é terra de ninguém e fica agindo dessa forma, ofendendo não só a mim, mas a outras pessoas também", disse. "Eu abomino qualquer tipo de preconceito".