Com a ajuda de projeções e sons que simulam o fundo do mar, o espetáculo “#Mergulho”, do coletivo catarinense Eranos – Círculo de Arte, propõe uma experiência teatral aos pequenos. Destinada a crianças de 1 a 6 anos, a produção conta a história de duas pessoas que vivem em universos diferentes – uma na terra e outra no mar – e buscam se encontrar. Tudo isso com a ajuda e participação da plateia. 

Com mais de 200 apresentações pelo país, a montagem, que fica em cartaz na capital de quinta até 16 de junho, surgiu no fim de 2014, depois que o coletivo fez uma pesquisa em várias escolas. “Ficamos um ano trabalhando com crianças, eram três turmas. Nosso objetivo era criar imagens do fundo do mar a partir do universo imaginativo dos pequenos”, explica o ator Leandro Maman. 

Com as imagens criadas, nasceu a montagem. “Vem dessa experiência. A estrutura da história é voltada para a primeira infância”, destaca o ator. Visual, a peça também busca se aproximar das crianças por meio da interação com atores e do uso da tecnologia – ao longo da peça são feitas projeções no chão e nas paredes. 

“A plateia é limitada a 80 pessoas porque a proximidade com o público é muito importante. A todo momento as crianças podem participar”, sublinha Maman. 
Nesse sentido, ele destaca que essa interatividade proposta traz ainda mais apelo ao público infantil. “Os pequenos são muito sensoriais. Eles querem vivenciar mais do que ficaram parados assistindo a algo. Acreditamos que o espetáculo acaba proporcionando também a vivência de uma experiência par eles”, diz. 

Relevância
Para o ator, por ser desenvolvido especialmente para a primeira infância o espetáculo acaba suprindo uma carência no meio teatral e cultural. “Sentimos que não existem tantos produtos voltados para crianças pequenas. Então, propor essa relação com uma faixa etária tão jovem é algo que consideramos muito importante porque notamos que a peça acaba sendo, muitas vezes, o primeiro contato com o teatro”, opina. 
E a participação dos pequenos no ambiente teatral tem tido retorno positivo. “Temos uma boa resposta da crítica, mas ficamos felizes também com a reação do público. Percebemos que as crianças nessa faixa etária não medem palavras. Se elas gostam elas falam e se não gostam também”, conta. 

SERVIÇO
Espetáculo “#MERGULHO”, de quinta-feira a 16 de junho, às 15h (quintas e sextas-feiras), e às 11h e 16h (sábados e domingos) no CCBB-BH (Praça da Liberdade, 450 – Funcionários). Ingressos R$30 (inteira) e R$15 (meia-entrada)