“Onde você nasceu?”, questiona a autora Liliane Oraggio logo que inicia a história de “Min e o tudo de novo”, título da editora Pólen Livros que acaba de chegar às prateleiras. A pergunta nada mais é que um convite da escritora para o leitor, pequeno ou grande, escrever sua história de nascimento ao final do livro, mais precisamente nas páginas 30 e 31 da publicação.
 
A mesma ideia de interagir com o leitor está na página da autora no Facebook. “Ainda não está do jeito que imaginei, mas a ideia é que pais e filhos entrem na página e juntos escrevam suas histórias, como um canal de interação”, emenda Liliane.
 
O livro aborda o nascimento de Min, personagem que narra os acontecimentos em primeira pessoa. Dos primeiros batimentos do coração dentro da barriga da mamãe ao nascimento dos dentes, o primeiro dia de aula, o início das amizades, os sentimentos e até a perda de um ente querido, todos esses fatos são explicados com muita delicadeza pela autora.

Superação
 
E foi justamente a perda de uma afilhada que motivou a autora a escrever o livro. “Depois que comecei a elaborar o luto, a falta dela, fiquei muito intrigada”, afirmou a autora, que hoje completa 53 anos.
 
Jornalista, empresária e terapeuta corporal, Liliane Oraggio já escreveu muitas histórias de superação na época que trabalhou em rádio, TV e revistas femininas. “Resolvi escrever essa história de superação, porém a narrativa não fala de sofrimento e isso me fortalece muito. Acredito que a história também faça crescer um sentimento bom nas pessoas que a lerem, uma vez que falo do processo que acontece ao longo da vida, da surpresa de lidar com o desconhecido”, justifica a autora.
 
Min é um livro que provoca a imaginação, mas é realista, segundo a autora. “Estamos falando de acontecimentos reais e fundamentais que acontecem na vida de uma criança para alimentar o encanto com a vida. Acho que desde cedo precisamos disso”.

Sobre “Min”
 
Mas afinal de contas, quem é Min? “Min vai além de um jogo de palavras. É uma menina. Pode ser um menino. O nome não se fecha numa coisa infantil nem adulta. O livro é para crianças de 8 a 108 anos”, justifica a autora, que optou pela edição bilíngue, português e inglês, da publicação.
 

Bilíngue
 
gente está falando de cidadania, de territórios, de despertar o interesse em outras línguas para os professores de língua inglesa que trabalham no Brasil e os de língua portuguesa que trabalham fora do Brasil”.
 
A história é acompanhada pelas belas ilustrações da artista plástica e ilustradora brasiliense Luda Lima. “Min” é o primeiro livro infantil ilustrado por Luda, que escolheu tons suaves para compor as aquarelas com crianças, animais, natureza e até uma mãe grávida de quíntuplos.
 
“Foi um processo muito manual e orgânico, desde a concepção até a finalização da aquarela. Fiz as ideias bem soltas no lápis, olhando para o que já tinha dentro de mim”, afirmou Luda, que já ilustrou revistas e jornais de grande circulação.