Os diretores e produtores Claudio Botelho e Charles Möeller escalaram Mira Haar para substituir Nicette Bruno na temporada paulista do musical Pippin, que estreia dia 19 de julho, no Teatro da Faap. Nicette está com o tempo tomado por gravações na Globo, no Rio, e não conseguiria se dividir entre as duas funções.

Mira começou a ensaiar já no domingo com o elenco. Além de atriz, ela é diretora, figurinista e artista plástica. Mira é uma das fundadoras da companhia teatral Pod Minoga que, nos anos 1970, se notabilizou pelo humor nonsense, com destaque para o cuidadoso visual das montagens. Além de Mira, participaram Flávio de Souza e Carlos Moreno, e o diretor Naum Alves de Sousa.

Nicette foi um dos destaques da temporada carioca de Pippin. No papel de Berthe, a avó do personagem principal, ela arrancava aplausos entusiasmados em seu número musical, cuja canção exaltava o valor de se viver bem - e isso ela exprimia ao lado de dois bailarinos de corpos esculturais, com os quais a atriz brincava divertidamente. Ao contrário das versões europeia e americana, cujo personagem Berthe praticava números circenses, a brasileira apostou na imagem da vovó libertária.