Três anos de maturação, uma baixa afetiva e um ano viajando pelo mundo. De volta a BH, o gestor cultural Leonardo Beltrão lança nesta terça-feira (4), às 19h30, o livro de contos “A Festa do Adeus” (Relicário Edições, 140 páginas, R$ 30). A noite de autógrafos acontece no Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420).

Mas o livro fala de outras viagens. E Beltrão garante que a conversa não cai na “água com açúcar” dos tradicionais livros de autoajuda. “Falo de uma história mais ou menos autobiográfica”, admite. Os contos dizem sobre os caminhos que descobriu para se reerguer. “E não é uma receita pronta”.

Aos 30 anos, ele descobriu que é possível existir alegria no processo de renovação. O título é prova disso: “A Festa do Adeus”. A dedicatória também: “Dedico este livro ao amor, porque uma hora acaba...” Uai? “...Pra depois começar de novo”, continua o autor na página seguinte. Ah, bom!

“As histórias falam de como romper ciclos, romper um grande amor e conseguir seguir outros estilos de vida”. O estreante preparou os dez contos em estradas da Europa, Ásia e África, sempre com a mochila nas costas. De volta ao Brasil, ele conseguiu que o livro fosse impresso por meio de crowdfunding (financiamento coletivo on line).

O mochileiro romântico ainda pretende escrever sobre o lado mais turístico da viagem. Sai em 2015. Certamente acompanhado de outras descobertas do jovem autor.