Um espetáculo moldado pelo público, que passa a ter o poder de decisão sobre o destino dos artistas em cena. Seria o caos? Nada disso. Mas não deixa de ser uma doce, provocativa e improvisada anarquia levada a cabo pelo Movasse Coletivo de Criação em Dança com o seu “Playlist”, que está em cartaz no Circuito Cultural Praça da Liberdade – mais especificamente, no Memorial Minas Gerais Vale. Melhor, com entrada franca.

Desta sexta-feira (04) a domingo, o espectador que acorrer ao local vai se deparar com oito temas para escolher (sem que os artistas saibam quais), permitindo, assim, o improviso. Ester França, uma das integrantes, destaca a importância dessa tabelinha. “É a magia do improviso, de não saber o que vai acontecer e encontrar soluções na hora. Do que vai sendo construído. Não existe ensaio. E o mais bacana, para o bailarino, é ter que se manter atento ao espaço, aos outros integrantes e à construção que está sendo feita em cena”, ressalta.

Em “Playlist”, os espectadores, bem mais ativos que o habitual, serão instigados a escolher, por votação, os motes, que são acompanhados de músicas (escolhidas por um sonoplasta, também sem o conhecimento dos integrantes). São eles (os temas): “Amor e suas Consequências” (músicas de amor), “Pra Não Levar a Sério” (canções divertidas), “In Memoriam”, “Gravata e Escarpam (músicas eruditas), “Menos é Mais” (som minimalista), “Verde, Amarelo, Cuíca e Água de Colônia” (ritmo brasileiro), “Fundo do Poço” (música de fossa) e “Os Dois Lados da Película” (música de cinema).

É também o público – sempre ele – que escolhe o grupo de bailarinos que vai participar do início e do fim: se será um duo, um trio ou um quarteto, por exemplo. Para Ester, é mais que um diálogo, sugere cumplicidade com o espetáculo. “O público se sente cúmplice dessa construção e é convidado a participar. Às vezes até diretamente, já aconteceu de as pessoas se levantarem da cadeira e ir para o centro da apresentação dançar com a gente. Essa mistura com os bailarinos traz as pessoas para a dança”, avalia ela.

Movasse na Copa do Mundo – “Playlist” – Memorial Minas Gerais Vale (Praça da Liberdade). Desta sexta a domingo, às 11h. Entrada franca. Classificação livre