Devido à pandemia do Covid-19, o Grupo Contemporâneo de Dança Livre precisou adequar, para a versão on line, a realização dos encontros para exibição das vídeos-dança selecionadas pela mostra “Move Concreto! Vídeo dança pela cidade”.
 
Antes da interrupção dos eventos culturais ao vivo, as apresentações ocorreriam em cinco Centros Culturais de Belo Horizonte. Agora, elas vão acontecer, de 18 de setembro a 4 de outubro, sempre às quintas e sábados, às 18h, em forma de bate-papos com os artistas dos trabalhos selecionados pela convocatória.
 
Serão cinco encontros virtuais em que serão discutidos os processos de criação das obras e suas relações entre corpo, vídeo e espaço público. As conversas serão exibidas ao vivo pelo canal do YouTube do Grupo, com acesso em libras. Toda a programação é gratuita.
 
Democratização
“A mostra tem como objetivo descentralizar, disseminar e democratizar o acesso a diferentes formas de vivenciar a dança nos espaços públicos. A programação é formada por trabalhos selecionados pelo edital, cujas pesquisas envolvem as diversas relações entre a dança, o corpo e os espaços públicos na contemporaneidade”, explica a produtora e idealizadora Duna Dias. 
 
As dez vídeo danças ficarão disponíveis no site moveconcreto.com durante toda a mostra, assim como a vídeo dança “Choro”, produzida em espaços públicos de Bogotá (Colômbia) pelo Grupo Contemporâneo de Dança Livre, com acesso em audiodescrição. 
 
A mostra conta, ainda, com a estreia internacional da vídeo dança “2mil20” – uma co-produção entre Compagnie Wa·táa (Panamá-França), Grupo Contemporâneo de Dança Livre (Brasil), Daisy Servigna (Costa Rica) em colaboração com Cine Animal (Panamá), que será exibida no site de 18 a 20 de Setembro.