A 23ª edição da Mostra de Cinema de Tiradentes começa hoje, na cidade histórica, com um convite ao público: reinvente a sua vida. Ao comentar o tema “A Imaginação como Potência”, a coordenadora-geral Raquel Hallak destaca que o conturbado momento político do país nos “faz pensar e imaginar outros mundos possíveis”.
 
E o cinema, historicamente, sempre foi o lugar ideal para que esta mudança imaginária aconteça. “O cinema permite, por meio da imagem, reinventar o mundo. Nossa proposta é trazer uma discussão sobre um cenário tão incerto e complexo, de como podemos ter força num momento como esse”, registra Raquel.
 
E a Mostra de Tiradentes, por abrir o calendário de festivais no ano, tem papel-chave para indicar caminhos que poderão ser tomados pelo setor cultural em 2020, após a retirada de vários investimentos federais. “Estamos nesta angústia, já que não há uma política pública desenhada para a cultura. O que é lamentável, já que é a indústria que mais cresce no mundo”.
 
Na expectativa de que “dias melhores possam vir”, Raquel teve que reduzir os custos com logística para manter a mostra em atividade – pela primeira vez, nenhuma estatal federal colocará seu nome entre os patrocinadores – e também a qualidade da programação, que apresentará 113 filmes até 1º de fevereiro.
 
Homenagem
A abertura terá a exibição de “Os Escravos de Jó”, dirigido por Rosemberg Cariry e com Antonio Pitanga no elenco. O ator de 80 anos é um dos homenageados do festival, ao lado da filha Camila Pitanga. “É um momento celebrativo, ao vermos duas gerações representativas da história do cinema brasileiro, apontando para um Brasil que muitas vezes não vemos”.
 
Na noite de amanhã, o destaque fica por conta da exibição de “O Lodo”, do cineasta mineiro Helvécio Ratton, em pré-estreia nacional. Baseado em conto de Murilo Rubião, com Eduardo Moreira como protagonista. De Minas, também integram a Mostra “Sete Anos em Maio”, de Affonso Uchôa, “Natureza Morta”, de Clarissa Ramalho; e “Sequizágua”, de Maurício Rezende. 
 
SERVIÇO
Mostra de Cinema de Tiradentes – De hoje a 1º de fevereiro, em Tiradentes. Sessões e debates com entrada franca. Informações em universoproducao.com.br