Nos últimos dias, a rotina do elenco e da comissão técnica do Barcelona ganhou um convidado ilustre. Afastado do futebol desde que se desligou do São Paulo no início do ano, Muricy Ramalho aproveitou o tempo livre para fazer um "estágio" no clube catalão. Em entrevista ao site oficial da equipe, o treinador brasileiro apontou o que mais o impressionou no modo de trabalho do Barcelona e ainda cravou: Neymar ainda virá a ser o melhor jogador do mundo.

Muricy admitiu que sempre sonhou em visitar as instalações da Cidade Esportiva do Barcelona e revelou que a família de Neymar "intermediou" a visita. "Poder conhecer a estrutura e o segredo de um clube tão ganhador como é o Barcelona era um sonho que eu tinha. Com a ajuda da família do Neymar, consegui realizar esse sonho."

Para o técnico, a organização dentro e fora de campo é o grande diferencial da equipe. "A mentalidade, a cultura, a educação e, principalmente, o profissionalismo me impressionaram. Aqui, são muito mais profissionais", declarou. No último domingo, Muricy teve a oportunidade de acompanhar a vitória por 3 a 1 sobre o Eibar pelo Campeonato Espanhol. "Sou um fã do Barcelona e sempre vejo os jogos da equipe no Brasil pela televisão, ainda mais agora com o Neymar aqui. É realmente um time muito técnico, organizado, com um torcida muito educada. Foi muito legal."

Muricy Ramalho era o treinador do Santos à época que Neymar se transferiu para o Barcelona, em 2013, e foi um dos "embaixadores" da ida da joia ao clube catalão. Na entrevista, ele lembrou o papo que teve com o jogador e ainda previu a chegada do brasileiro ao topo. "Disse que devia ser o Barcelona porque o estilo de jogo é muito parecido ao que ele sabia jogar. Ele aceitou e acredito que escolheu o melhor. Vai chegar a ser o melhor do mundo. Ele está tendo paciência, está se preparando para isso com toda uma estrutura por trás e será o grande líder do Barcelona."

Por fim, Muricy fez elogios à cidade de Barcelona e disse que espera mais técnicos brasileiros no intercâmbio na Catalunha. "É uma cidade muito tranquila, bem diferente da que eu vivo, e você sabe que São Paulo é uma loucura. As pessoas aqui são educadas, o trânsito funciona e a comida é excelente. Vir realmente foi uma escolha certa. É muito importante para um técnico ter esse intercâmbio. Se algum treinador puder vir, certamente ficará muito satisfeito", finalizou.