A programação da 11º edição do “Fórum das Letras de Ouro Preto” vai sair do papel graças ao impulso de colaboração dos 80 convidados que abriram mão do cachê para participar do consagrado evento. A “crise econômica” é a justificativa para esta adaptação, conforme anúncio da coordenadora do Fórum, Guiomar de Grammont, nesta terça-feira (6), em BH. A programação é toda gratuita e acontece entre os dias 4 e 8 de novembro.

Guiomar diz que chegou a se reunir com a equipe para debater o cancelamento do evento, mas que a solução de chegar aos convidados e dizer que não tinha dinheiro foi tida como saída. “É como se fosse um retorno ao primeiro Fórum, quando os convidados também não receberam cachê”. Neste ano, basicamente, eles terão hospedagem e alimentação custeadas. O tema escolhido para permear os debates é “Diversidade Cultural e Liberdade de Expressão”.

A corrente colaborativa também ganhou adesão de vários alunos da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), instituição que realiza o Fórum. Eles são acionados para trabalhar com monitoria e recepção e participantes e convidados e toparam exercer estas funções mesmo sem a bolsa parcial para a ajuda de custo. Cientes disso, 200 deles já se inscreveram. “É emocionante isso”, admite a coordenadora, diante do empenho de todos.

O Fórum das Letras é realizado por meio de leis de incentivos estadual e federal. Com a retração da economia brasileira, apenas três empresas patrocinadoras aderiram. Outro apoio veio dos responsáveis por vários espaços da cidade, que não cobraram pela ocupação dos mesmos. Este é caso do Museu da Inconfidência e do Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA).

“É um concurso de ações voluntárias e de desejo de fazer o melhor. O Fórum traz uma interlocução que vem da leitura dos jovens, dos autores e dos jornalistas que participam. Isso faz com que eles queiram voltar todo ano”, acrescenta Guiomar.

Alguns dos "voluntários" em Minas

Nos cinco dias de programação haverá aproximadamente 40 sessões, entre debates, workshops e intervenções artísticas. Na abertura, no dia 4, às 18h, será feita uma homenagem para Graciliano Ramos (1892-1953) – dois netos dele vão falar sobre o legado do autor de “Vidas Secas”. No mesmo dia, na Casa dos Contos, haverá abertura da exposição “A palavra foi feita para dizer”, com manuscritos do escritor alagoano.

Entre os participantes estão a cartunista Laerte, os músicos Jorge Mautner e Jards Macalé. Entre os escritores estão o português José Luís Peixoto, o angolano Lopito Feijóo e o brasiliense Roger Mello - vencedor do Prêmio Hans Christian Andersen (2014), considerado o Prêmio Nobel da literatura infantojuvenil.

Outros convidados que devem atrair bom público para os debates são o jornalista norte-americano John Dinges, o ator e também escritor Antônio Calloni, a psicanalista Cecília Boal, a professora Cremilda Medina e a jornalista Miriam Leitão. Entre os mineiros estão os escritores Ana Elisa Ribeiro, João Batista Melo, entre outros.

Primeira "Casa de Refúgio" latina

Neste ano, durante o Fórum das Letras, será inaugurada a primeira casa de refúgio para escritores da América Latina, conforme anúncio feito na edição de 2014, quando os representantes do International Cities of Refuge Network (Icorn) e da UFOP assinaram uma carta de intenção.

“A casa será inaugurada neste ano. Mas ainda não temos a confirmação do nome do escritor que virá”, antecipa Guiomar. O imóvel que servirá de residência aos escritores refugiados já está disponível, e fica no Centro de Ouro Preto.

Sem grana, sem interlocução

Entre as iniciativas culturais com programação ameaçada ou cancelada neste ano, uma das mais comentados foi a "Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo". Realizado a cada dois anos, desde 1981, no Rio Grande do Sul, a edição de 2015 do evento foi cancelada no início do ano.

Orçado em R$ 3,5 milhões, a jornada teve autorização dos governos federal e estadual, também via leis de incentivo, mas não obteve sucesso com os patrocinadores. Uma das justificativas para o cancelamento foi a conjuntura econômica.

Além disso, em recente matéria publicada no Hoje em Dia, a repórter Thais Oliveira fez levantamento sobre festivais que também foram afetados pelo dilema da "falta de patrocínio em ano de crise". Porém, assim como o Fórum ouro-pretano, eles também conseguiram driblar o problema.

Acompanhe a reportagem no link no final desta página, em "Matérias Relacionadas".

 

Programação do Fórum das Letras de Ouro Preto


4 DE NOVEMBRO

 

15h: Pré-Abertura

Olavo Romano, Aloisio Vasconcelos, J.D. Vital

18h: Abertura oficial

Volnei Canônica (diretor do Livro, Literatura, Leitura e Biblioteca do Ministério da Cultura), José Castilho (secretário executivo do Plano Nacional do Livro e da Leitura), Luís Antônio Torelli (presidente da Câmara Brasileira do Livro); Ângelo Oswaldo de Araújo Santos (secretário de Estado da Cultura de Minas Gerais); Elisabeth Dyvik (ICORN); Marcone de Freitas (reitor da UFOP), professores, curadores e patrocinadores do Fórum das Letras.

Homenagem - Graciliano Ramos e a Liberdade de Expressão

Mesa: Memória de Graciliano Ramos

Ricardo Ramos (escritor e neto de Graciliano Ramos), Elizabeth Ramos (ensaísta e neta de Graciliano Ramos), Audálio Dantas, Wander Melo Miranda.

Mediação: Guiomar de Grammont

Local: Cine Vila Rica

21h: Abertura da exposição: A palavra foi feita para dizer

Manuscritos de Graciliano Ramos

Local: Casa do Contos

 

5 DE NOVEMBRO

 

10h: #DasLetras: Conversa sobre Criação Literária

Fabio Weintraub, Carlito Azevedo, Sergio Abranches, Ruy Proença

Mediação: Lucas Bandeira

Local: Anexo Museu da Inconfidência

 

10h: Intervenções Musicais

Alunos e Professores do Curso de Música

Local: Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA)

 

10h30: Ciclo Jornalismo e Literatura: Narrativas diversas

Curadoria: Marta Maia

Adriana Carranca (Estado de S. Paulo), Bruno Paes Manso (Ponte Jornalismo), Daniel Benevides (Brasileiros)

Mediação: Ricardo Paoletti

Local: Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA)

 

10h30: Fórum das Letras Jurídicas: Diversidade e Liberdade de Expressão: a (im)possibilidade do discurso de ódio

Curadoria: Bruno Camilloto

José Emilio Medauar, Ramom Mapa da Silva e Renan Honório Quinalha

Local: Salão Nobre da Escola de Minas

 

15h30: Mesa Prêmio Jabuti

Marcelino Freire, Roger Mello, Mariana Massarani

Mediação: Marisa Lajolo

Local: Cine Vila Rica


17h: Mesa Intercom: Fronteiras mestiças entre ficção e realidade nas narrativas contemporâneas

Cremilda Medina, Sinval Medina, Heliete Vaitsman, Carlos Niquini.

Mediação: Frederico Tavares

Local: Cine Vila Rica


19h: O que significa escrever na língua de Camões e Fernando Pessoa?

João Batista Melo, José Luís Peixoto (Portugal), Pedro Vazques

Mediação: Maria Esther Maciel

Local: Cine Vila Rica


21h: Programação artística: “Eu sou puro pecado”

Leitura de Poemas de Adélia Prado

Espetáculo Elisa Lucinda

Direção: Geovanna Pires

Local: Cine Vila Rica

 

6 DE NOVEMBRO


10h: #DasLetras: Vozes da diversidade: a prosa brasileira contemporânea

Curadoria: Bernardo Nascimento de Amorim

Conceição Evaristo, Uelinton Alves, Betty Mindlin

Mediação: Jussara Santos

Local: Anexo do Museu da Inconfidência


10h: Intervenções Musicais

Alunos e Professores do Curso de Música

Local: Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA)

 

10h30: Ciclo Jornalismo e Literatura: Narrativas livres

Laura Capriglione (Jornalistas Livres), Marina Amaral (Agência Pública), Leonardo Sakamoto (ONG Repórter Brasil)

Mediação: Audálio Dantas

Local: Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA)


10h30: Fórum das Letras Jurídicas: Biografias não autorizadas e a regulamentação da mídia

Fernando Morais, José Luiz Quadros de Magalhães, Kerison Lopes, Miguel do Rosário

Local: Salão Nobre da Escola de Minas


14h: Mesa Intercom: Interações e performances

Pedro Markun, Adilson Xavier, Antonio Holfeldt

Mediação: Nair Prata

Local: Cine Vila Rica


15h30: Mesa Intercom: Iconoclastia, história e narrativas

Juremir Machado, Felipe Pena, Luize Valente

Mediação: Juçara Brites

Local: Cine Vila Rica


17h: A Comunidade literária dos Países de Língua Portuguesa

Conceição Evaristo (Brasil), José Luís Peixoto (Portugal), Lopito Feijóo (Angola)

Mediação: Guiomar de Grammont

Local: Cine Vila Rica


19h: Exílio ou Silêncio? - Inauguração Casas Refúgio para Escritores em Ouro Preto

Marcone de Freitas (reitor da UFOP), Sylvie Debs (representante do ICORN no Brasil), Elisabeth Dyvik, (representante internacional do ICORN), escritor a ser abrigado na Casa Refúgio, em Ouro Preto

Mediação: Guiomar de Grammont


21h: Neurônios Saltitantes – Conversa sobre Vida, Música e Poesia

Jorge Mautner, Jards Macalé

Local: Cine Vila Rica

 

7 DE NOVEMBRO


10h: Intervenções Musicais

Alunos e Professores do Curso de Música

Local: Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA)


10h30: Ciclo Jornalismo e Literatura: Narrativas de reportagens, jornalismo e literatura

Antônio Martins (Outras Palavras), Fernando Portela (O Globo), Hélio Campos Melo, Paulo Markun

Mediação: Marta Maia

Local: Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA)


10h30: Fórum das Letras Jurídicas: Trabalho, discriminação e o desocultamento do outro

Lélio Bentes, Stanley Gacek, Valério de Oliveira Mazzuoli

Local: Salão Nobre da Escola de Minas


11h: #DasLetras: Texturas no corpo da cidade: dramaturgias do espaço e intervenções poéticas

Larissa Alberti, Jéssica Balbino, Luciana Romagnolli

Mediação: Nina Caetano

Local: Anexo Museu da Inconfidência


14h: Mesa Prêmio Jabuti

Miriam Leitão, Audálio Dantas

Mediação: Manya Millen

Local: Cine Vila Rica


15h30: Mesa Piauí: Perfil Laerte

Laerte

Mediação: Fernando de Barros e Silva

Local: Cine Vila Rica


17h: Mesa Revista Cult: A Política dos Afetos

Christian Dunker, Vladimir Safatle

Mediação: Wellington Andrade

Local: Cine Vila Rica


19h: Memória, Anistia e Silêncio

John Dinges (EUA), Cecilia Boal, Paulo Markun

Mediação: Fernando Portela

Local: Cine Vila Rica

 

8 DE NOVEMBRO


10h: Aula: O Rei pode chegar: os fantasmas da história cultural

João Cezar de Castro Rocha

Mediação: Valdei Lopes de Araújo

Local: Anexo do Museu da Inconfidência


11h: Workshop - Narrativas em quadrinhos

Robson Vilalba (Gazeta do Povo)

Local: Anexo do Museu da Inconfidência


11h: Mesa revista Época: Vozes em Diálogo: a literatura e o jornalismo nas redes sociais

José Luís Peixoto (Portugal), João Gabriel de Lima

Mediação: Américo Antunes

Local: Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA)


14h: #DasLetras: Os poetas e o politicamente correto

Ana Elisa Ribeiro, Lopito Feijóo (Angola), Geraldo Carneiro, Antônio Calloni

Mediação: Júlia de Carvalho Hansen

Local: Cine Vila Rica


Sarau Vira-Lata


16h: Cortejo de Música e Poesia

Alunos de Artes cênicas e Música da Universidade Federal de Ouro Preto

Ponto de partida: Cine Vila Rica


17h30: Chuva de Poesias (por Guilherme Mansur)

Local: Igreja do Rosário


18h: Espetáculo: Carroça dos Mamulengos

Local: Igreja do Rosário

(Legenda das imagens abaixo: O músico e compositor Jorge Mautner, o escritor português José Luís Peixoto, a cartunista Laerte e os jornalistas Leonardo Sakamoto e Miriam Leitão. Crédito: Divulgação)