Figura proeminente no pagode, Salgadinho tem aliado uma voraz produtividade com projetos solidários durante este período de pandemia. Pouco tempo após o single “Reencontro”, numa parceria com Alexandre Pires, e de arrecadar cerca de oito toneladas de mantimentos em sua primeira live do ano, ele voltou aos holofotes unindo essas características.

No último domingo, o artista comandou uma nova live beneficente, contando com participações de Netinho de Paula e Renatinho, vocalista do Bokaloka, e que serviria também para apresentar seu novo trabalho, “Salgadinho Experience – Ao Vivo: Vol 1”, lançado na sexta (24).

“A ideia era de que em 2020, no dia do meu aniversário (10 de janeiro) eu fizesse um super show e deixasse isso registrado”, destaca o artista ao Hoje em Dia. “No show, tive a visita de grandes amigos cantando comigo. É um registro de uma história que envolve toda minha musicalidade, o cavaquinho, o contato com público, essa alegria que a gente divide nos palcos”, ressalta.

Salgadinho

Este primeiro álbum desde o DVD “Minha Verdade” (2016) traz seis faixas: os medleys “Corpo Lúcido/Amor e Amizade/ Pimpolho/ Bombocado”, “Desengano/ É você/É Tanta” e “Me leva junto com você/Vento dos Areais/ Eu e Ela” e os singles “No Compasso do Criador”, “Química do Amor” e “Um Novo Amor”.

“Um material vasto para lançamento em alguns volumes. Em breve, teremos o volume 2. Podem esperar”, diz. 

E os projetos não param por aí. “Tenho produzido bastante conteúdo musical, feito parcerias... Espero que a gente possa passar por essa situação (pandemia) o mais rápido possível. Estarei lançando coisas novas. Espero poder encontrar a galera numa situação melhor, que não seja nesta crise de saúde. Tem muita coisa bacana por vir, muito material inédito e parcerias inusitadas. Essa pandemia me levou a fazer várias parcerias inusitadas”, revela.