SÃO PAULO - Um novo tributo ao Legião Urbana está tomando forma. Com previsão de estreia para agosto em SP, o projeto vai abranger só os quatro primeiros discos da banda e será formado por Egypcio (Tihuana), Dado Villa-Lobos (ex-Legião), P.G. (Tihuana), Lena (A Banca) e Marcão (ex-Charlie Brown Jr.).

Egypcio, idealizador dessa homenagem e fã de carteirinha de Renato Russo e companhia, diz que a intenção é dar ênfase a essa "fase mais rock e mais contestadora do Legião". A ideia é antiga, anterior ao tributo feito em 2012 com Wagner Moura.

Agora, dois anos depois, o vocalista do Tihuana coloca o projeto em prática e promete um show de cerca de 2 horas recheado de músicas com "novas roupagens" (serão 30 no total). No repertório estão garantidos sucessos como "Será", "Geração Coca-Cola", "Tempo Perdido", "Que País É Esse?", "Índios" e "Quase sem Querer".

Tudo com a aval dos responsáveis pelo legado do Legião, incluindo Giuliano Manfredini, filho de Renato.  A apresentação, que terá hits lançados entre 1982 a 1989, também vai contar com projeções especiais sobre a história da banda.  A expectativa é que esse show-tributo passe por outras capitais do Brasil.